;

NOTÍCIAS

Com surto do vírus sincicial, Maternidade de Campinas suspende internação de gestantes


Hospital Maternidade de Campinas (SP) suspendeu nesta quinta-feira (29) a internação e o recebimento de grávidas acima de 20 semanas, referenciadas ou transferência de recém-nascidos externos. A diretoria informou que eles combatem quatro casos do vírus sincicial respiratório, que pode afetar os pulmões e ainda causar bronquiolite.





A medida, segundo a unidade referência na região, é por tempo indeterminado. São mil nascimentos por mês no hospital, de acordo com a instituição.





Em entrevista ao Bom Dia Cidade, da EPTV, o vice-presidente da Maternidade, Frederico Atra Giovanetti, explicou a medida "Por que esta medida tão drástica? Pelo potencial letal que o vírus tem". Hoje, são 34 crianças internadas, que não têm previsão de alta para que o vírus não se espalhe na cidade. O vice-presidente lembra que grávidas em trabalho de parto estão sendo atendidas.




A Maternidade de Campinas, que tem 104 anos de fundação, informou que trabalha para reverter o surto do vírus sincicial respiratório na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal. Equipes de profissionais estão focados apenas para evitar novos casos.





De acordo com o hospital, este surto impossibilita a admissão de novos pacientes.(fotne G1 Campinas)




Leia mais: