;

NOTÍCIAS

Eleição para deputado altera composição das câmaras de vereadores de Campinas e Sumaré


Campinas (SP) e Sumaré (SP) são as únicas cidades da região que tiveram vereadores eleitos deputados estaduais nas eleições realizadas neste domingo (7). No caso da metrópole, Rafa Zimbaldi (PSB) foi eleito com 80.789 votos. Já Dalben (PR) recebeu 79.564 votos em Sumaré. As eleições mudam a configuração da Câmara Municipal nos dois municípios.


Das 33 cadeiras em Campinas, o PSB tinha sete e passa a ter seis. O PP, que tinha 1 vereador, passa a ter dois, com a entrada do suplente de Zimbaldi.


Em Sumaré, das 21 cadeiras, somente a de Antonio Dirceu Dalben, de 54 anos, será alterada devido à eleição. José Tavares de Siqueira (PPS) é o suplente que entrará no lugar dele. O PR deixa de ter a única representação na câmara e o PPS, que já possui dois vereadores, passa a contar com três representantes.


Campinas


Zimbaldi, de 37 anos, é o atual presidente da Câmara de Campinas. Ele fica no cargo até 31 de dezembro, já que a posse na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) ocorre em março de 2019. O eleito foi vereador na cidade por quatro vezes consecutivas, sendo o mais votado em 2016, com 11.640 votos.


A nova eleição para presidência da Casa ocorre em dezembro. O mandato tem duração de dois anos.


No lugar dele, assume Juscelino de Souza Martins (PP), seu suplente. Martins tem 60 anos, é empresário e teve 3.232 votos no último pleito.


Outros vereadores se candidataram a uma cadeira na Alesp, mas não se elegeram. São eles:


Mariana Conti (PSOL) – 35.307


Pedro Tourinho (PT) – 28.066


Campos Filho (DEM) – 13.538


Cidão Santos (Pros) – 6.449


A Câmara de Campinas também teve um candidato a deputado federal. Luiz Carlos Rossini (PV) não conseguiu, no entanto, um lugar na Câmara dos Deputados. Ele teve 11.125 votos.


O atual deputado estadual Gustavo Petta (PC do B) é vereador licenciado e, como não conseguiu votos suficientes para se reeleger, volta para a Câmara de Campinas em março do ano que vem. Carlinhos Camelô (PC do B) ficou como suplente no lugar dele.


Petta era suplente de deputado e assumiu a cadeira em maio deste ano quando o vice Márcio França (PSB) iniciou no governo de SP. Isso ocorreu logo após Geraldo Alckmin (PSDB) deixar a administração estadual para disputar a eleição para presidente da República.


Sumaré


Dalben compõe a Comissão de Assuntos Relevantes, que discute sobre a complementação de aposentadoria e pensão de servidores em Sumaré. Ela foi criada por ele e deve concluir os trabalhos até o fim do ano, segundo a Casa. Essa comissão investiga a legalidade do pagamento de benefícios aos servidores.


O vereador eleito deputado estadual também é atual presidente da Comissão de Justiça e Redação, que é permanente. Segundo a Câmara, um novo presidente será definido no início de 2019.


O vereador Márcio Brianes (PC do B) também se candidatou a deputado estadual, mas não foi eleito.(fonte site G1 Campinas)



Leia mais: