;

NOTÍCIAS

Operação da Dise de Piracicaba prende 11, apreende adolescente e desmantela grupo que atuava no tráfico de drogas


A Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) de Piracicaba (SP) prendeu 11 pessoas e apreendeu um adolescente de 17 anos em Capivari (SP), Tietê (SP) e Rafard (SP) nesta segunda-feira (11). A Operação Tormenta teve como alvos homens envolvidos no tráfico de drogas nestas e em cidades próximas. Foram localizados R$ 10 mil e 4,5 quilos de entorpecentes.


Os policiais cumpriram 17 mandados de prisão preventiva e 22 de busca e apreensão desde às 6h. Dos mandados de preventiva, sete pessoas foram presas (cinco em Rafard, uma em Capivari e outra em Tietê), uma segue foragida e nove já cumpriam pena em penitenciárias do interior de São Paulo.


Segundo a Dise, os homens que já cumprem pena são responsáveis pela organização do tráfico de dentro da cadeia. Mesmo presos, eles determinavam entregas de drogas nos pontos de venda, cobranças de dívidas e distribuição do dinheiro arrecadado. As unidades prisionais em que eles estão não foram informadas para não atrapalhar investigações futuras.


Adolescente perseguido por helicóptero


Dos mandados de buscas e apreensão, a Polícia Civil prendeu outros quatros homens em flagrante e apreendeu um adolescente de 17 anos. Os flagrantes ocorreram em Rafard e Capivari.


O adolescente reagiu à prisão e tentou fugir da polícia por uma mata em Capivari. Ele estava com uma réplica de arma, segundo a polícia. Durante as buscas, o helicóptero Pelicano, da Polícia Civil, localizou o jovem próximo ao leito de um córrego. Ele foi detido, mas a réplica não foi localizada.


Os policiais encontraram também R$ 10 mil em dinheiro fracionado que seria proveniente do tráfico. O dinheiro foi encontrado em residências de investigados e em dois comércios, um deles uma pizzaria. Além disso, mais de 20 celulares foram apreendidos e serão periciados para a continuidade das investigações.


Nas prisões em flagrante, foram apreendidos 4,5 quilos de drogas, sendo cocaína, maconha e crack. Os entorpecentes foram levados para a Dise e depois para o Instituto de Criminalística.


A investigação


A apuração contra o grupo partiu da prisão de dois suspeitos em agosto do ano passado. A Dise investigou a dupla e, após a prisão, percebeu que eles seguiam ativos no tráfico. Foi a partir deles que os policiais identificaram os demais envolvidos.


Dentre os alvos da operação desta segunda há responsáveis por armazenar as drogas, outros pela separação e distribuição nos pontos de tráfico e, ainda, quem recolhe e guarda o dinheiro. O organograma foi montado e relatado para a Justiça, que expediu os mandados de prisão e busca e apreensão.


Segundo a Dise, os envolvidos que já cumpriam pena serão levados para outras penitenciárias para que não possam mais atuar no crime.


Ao todo, 88 policiais civis de Limeira, Rio Claro, Americana e Casabranca, além da Dise e da Delegacia de Investigaçõe Gerais (DIG) de Piracicaba, atuaram nesta segunda.(fonte site G1 Campinas)



Leia mais: