;

NOTÍCIAS

Saúde reabre antiga UPA com serviços em ginecologia e obstetrícia

Após quatro meses fechado, devido à impossibilidade da Prefeitura de compor as escalas de trabalho, o prédio da antiga UPA São José será reaberto amanhã (10/05) para atendimento ao público, só que agora não mais no modelo de pronto atendimento (serviços de urgência e emergência), mas com serviços de assistência básica em ginecologia e obstetrícia, além de consultas médicas com clínico geral, no mesmo molde das UBS (Unidades Básicas de Saúde). O local passará a ser chamado de UBS Cillos, mas deverá ter nova denominação em breve.

 

O serviço contará com quatro médicos ginecologistas e pelo menos um médico clínico para atender a população, no horário das 7h30 às 16h30. Todas as consultas, tanto de ginecologia como clínica médica serão feitas por meio de agendamento. A coordenação da Atenção Básica informou que todas as mulheres (gestantes ou não) do município serão referenciadas pelas unidades básicas para o atendimento. “Elas deverão passar primeiramente por uma consulta com a enfermeira de uma unidade básica próxima de sua residência; feito isso, a enfermeira irá fazer o agendamento para as consultas com os médicos ginecologistas e obstetras da nova unidade”, detalhou Danielle Albernaz, coordenadora da Atenção Básica.

 

Segundo a coordenadora, todas as gestantes que já possuíam agendamento para consulta com ginecologista e obstetra estão sendo informadas, por telefone, sobre o novo local de atendimento e a data e horário da consulta. Ela explicou que os exames de prevenção e a primeira consulta, a ser feita com a enfermeira da UBS, continuarão sendo realizados nas unidades de referência das usuárias; nesse caso, a unidade Cillos será o local de referência para o serviço geral de ginecologia e obstetrícia. “A rede básica não vai parar de fazer os exames preventivos, mas as consultas médicas especializadas serão todas feitas na unidade Cillos”, esclareceu Danielle.

 

No caso das gestantes que são acompanhadas pelas equipes de ESF (Estratégia Saúde da Família), essas não terão a rotina da assistência alterada, pois continuarão sendo assistidas pelo médico de família e, caso venham apresentar alguma necessidade específica, o médico fará o encaminhamento para a unidade Cillos.

 

Transporte para gestantes

 

A Unidade Básica Cillos irá fornecer vale-transporte para as gestantes que residem em regiões distantes e que necessitam utilizar o transporte coletivo. Para isso, os profissionais daquele serviço darão as orientações e farão o levantamento com as gestantes, a fim de identificar aquelas que realmente têm dificuldades para se deslocar até a unidade.

 

Apesar de a Secretaria de Saúde garantir a concessão de vale-transporte, o secretário de Saúde, doutor Nilton Ferreira Lobo, considera que a localização do imóvel é privilegiada, já que na Avenida Cillos (local do prédio) são 10 linhas de ônibus que fazem aquele trajeto.  De acordo com a Unidade de Transportes e Sistema Viário, as linhas do transporte público municipal, cujo itinerário passa em frente ao prédio da antiga UPA, são: Linha 104 (Vila Mathiensen e Vila Bertine), Linha 118 (Antônio Zanaga e Parque Novo Mundo), linha 114 (Antônio Zanaga e Vila Mathiensen), linha 117 (Parque Novo Mundo e Jardim Alvorada), linha103 (Jardim Brasil e Vila Mathiensen), linha 207 (Jardim da Paz e Terminal Central), linha 206 (Jardim da Paz e Via Rio Branco), linha 115 (Vila Mathiensen e Jardim dos Lírios), linha 102 (Parque Novo Mundo e Jardim Brasil) e linha 225 (Praia Azul e Vila Mathiensen).

 

O secretário de Saúde disse que a centralização desse serviço foi necessária devido ao número reduzido de profissionais para atender a demanda existente; com o serviço centralizado, a área de ginecologia e obstetrícia deverá ampliar o atendimento, isto porque em alguns bairros as gestantes estavam sem a referência de médico especialista. “Hoje nós estamos com muitas gestantes aguardando consulta com o especialista, agora com a centralização vai ser possível dinamizar o fluxo e dar a elas melhores condições de acesso na assistência”, destacou.

 

Ainda segundo Nilton Lobo, o local vai possibilitar o atendimento simultâneo em clínica geral, abrangendo uma grande parcela da população da região do bairro Cidade Jardim e adjacências. “Apesar de ser uma referência em ginecologia [o local], a assistência em saúde básica também será ofertada aos homens, mas para isso deverão ser feitos os agendamentos, a exemplo do que já acontece nas outras unidades básicas”, finalizou.

Leia mais: