;

NOTÍCIAS

Fui mexer com os poderosos, com os donos do poder, e estou aqui agora', diz Joesley em depoimento em SP

empresário Joesley Batista, um dos donos do grupo J&F, criticou o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, em depoimento à 6ª Vara da Justiça Federal em São Paulo nesta sexta-feira (15). A audiência de custódia na investigação sobre uso de informações privilegiadas para lucrar no mercado financeirodurou 38 minutos. O juiz manteve a prisão preventiva dele.


Eu fui mexer com os poderosos, com os donos do poder, e estou aqui agora", disse Joesley em tom de arrependimento. "Acho que o procurador foi muito questionado pelo motivo da nossa imunidade. Acho que foi um ato de covardia dele. Nós fizemos a maior a mais importante colaboração da história", afirmou.





Indagado pelo juiz sobre o motivo do comentário, já que a audiência de custódia trata-se do processo da bolsa de valores e ações da J&F, ele argumentou: "É a primeira vez que estou tendo oportunidade de falar", disse.



Leia mais: