;

NOTÍCIAS

Após ser chamado de pedófilo, Caetano Veloso processa movimento político

O cantor e compositor Caetano Veloso voltou a ser destaque nas páginas de notícia nesse mês após encabeçar um movimento “contra a censura das artes”. O movimento defende a exibição da exposição do Museu de Arte Moderna de São Paulo que contou com uma criança tocando um homem nu.

Não bastou para que Caetano fosse bastante criticado nas redes sociais. Internautas, inclusive, ressuscitaram uma entrevista antiga de sua esposa, Paula Lavigne, em que ela afirma que Caetano tirou sua virgindade quando ela tinha 14 anos. O cantor, na época, estava com 40.

A polêmica, inclusive, foi destaque recente no “Domingo Espetacular”, que insinuou em reportagem que Caetano teria cometido crime na época ao concretizar o ato sexual com uma menor de idade, o que seria classificado como pedofilia.

O Movimento Brasil Livre (MBL), que encabeçou a campanha contra a presença da criança na exposição, foi uma das entidades que mencionaram a entrevista de Paula, que foi publicada pela PlayBoy. Agora, Caetano está processando o movimento por danos morais.

O cantor pede uma indenização de 100 mil reais para os três líderes principais do movimento, além de uma multa diária de R$ 5 mil caso o pedido não seja atendido. A ação já foi protocolada no último dia 9, e espera a manifestação da defesa oficial dos réus.

Em vídeo postado na página do MBL no Facebook, um dos líderes fundadores do movimento, Rubinho Nunes, afirma que não cabe processo por danos morais ao movimento, já que eles apenas divulgaram um fato que pode ser comprovado com a entrevista de Lavigne.

Assista abaixo o vídeo, que foi veiculado através de uma transmissão ao vivo na rede social de Mark Zuckerberg.

http://www.otvfoco.com.br/apos-ser-chamado-de-pedofilo-caetano-veloso-processa-movimento-politico/

Leia mais: