;

NOTÍCIAS

Com problemas mentais, ex-Fazenda recebe sentença da Justiça após agredir o filho e tentar se matar

Muita gente que entra para A Fazenda já estava sumida da mídia há anos. Outros, continuam desaparecidos mesmo depois do programa. É o caso de uma polêmica peoa da edição 7 da atração da Record.

Cristina Mortágua foi uma das mulheres mais cobiçadas do Brasil no início dos anos 90. Sexy, ela era figura certa em capas de revistas e desfiles do Carnaval.

Anos depois, ela ‘desapareceu’ da mídia. Mas, antes, a famosa teve um filho com o ex-jogador de futebol Edmundo (Animal). Tal filho tem tudo a ver com a maior polêmica da vida de Cristina nos últimos anos.

De acordo com o colunista Daniel Castro, Mortágua foi absolvida em processo judicial em que é acusada de desacatar a delegada Daniela dos Santos Rebelo Pinto, em fevereiro de 2011, quando foi levada por policiais militares à 16ª DP, no Rio de Janeiro, após agredir o próprio filho, Alexandre, que tinha assumido há pouco a sua homossexualidade.

Em sentença publicada na última sexta-feira, a juíza Ana Luiza Coimbra Mayon Nogueira, da 21ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, afirmou que “é indiscutível o transtorno causado à autoridade policial na época”, mas levou em consideração que a ex-famosa estava sob efeitos de remédios “tarja preta”, em estado de “perturbação da saúde mental”, e acatou o argumento do advogado da ex-modelo de que Mortágua agiu sem dolo, sem o “elemento subjetivo do tipo penal”, ou seja, ela não teve a intenção “específica de ofender e desrespeitar”.

Após apanhar da mãe, o rapaz fez questão de registrar boletim de ocorrência contra ela. Enquanto era atendido por policiais, Alexandre teria sido agredido novamente, com um celular na cabeça por Cristina. Tudo foi flagrado, inclusive, pelas câmeras do local.

Segundo registra a juíza, em sua sentença, Mortágua, ao ser contida, passou a gritar que todos os policiais da delegacia eram “comprados pelo ex-jogador Edmundo”, seu ex.

Indignada com a acusação de corrupção, a delegada interveio. Foi então xingada de “vagabunda”, “safada” e “piranha” e ofendida com palavrões como “vai tomar no c*” e “fo*a-se”. Mortágua teria tentado agredi-la com uma joelhada, mas a policial teria se esquivado. Descontrolada, a ex-modelo ainda ameaçou se matar. Correu para a rua, gritando que iria se atirar na frente de um ônibus, e tentou ser atropelada, mas não conseguiu.

Mortágua, em seguida, foi presa em flagrante por desacato à autoridade. A fiança foi fixada em R$ 6.000 na época. Ela também respondeu a processo na Vara de Infância e Juventude pelo suposto ataque ao filho.

Vale lembrar que na Fazenda, ela foi quase um ‘anjo’ e raramente se envolvia em confusões.

https://www.otvfoco.com.br/com-problemas-mentais-ex-fazenda-recebe-sentenca-da-justica-apos-agredir-o-filho-e-xingar-delegada/

Leia mais: