Americana começa a vacinar crianças contra a Covid-19 nesta segunda-feira (17)

Publicidade

A Secretaria de Saúde de Americana recebeu, no sábado (15), 1.000 doses da vacina Pfizer pediátrica para iniciar a vacinação contra a Covid-19 nas crianças de 5 a 11 anos. Neste primeiro momento, seguindo os protocolos do Governo do Estado, serão vacinadas as crianças nesta faixa etária com comorbidades e deficiências permanentes. O esquema vacinal de crianças contempla duas doses, com intervalo de oito semanas entre uma dose e outra.

A imunização desse público terá início na segunda-feira (17) e o agendamento poderá ser realizado nos canais www.saudeamericana.com.br ou www.americana.sp.gov.br/saude/agendamentovacina.

A criança precisa estar acompanhada dos pais ou responsáveis legais ou de um adulto que apresente um termo de assentimento assinado pelos pais ou responsáveis legais, conforme determinação do Estado. Esse termo está disponível para impressão no site de agendamento, assim como a lista de comorbidades consideradas neste momento da vacinação.

Para a vacinação desse público, será necessário apresentar: CPF ou Cartão SUS; RG ou Certidão de Nascimento; comprovante de endereço no nome dos pais ou responsáveis legais da criança; além da carteira de vacinação de rotina, uma vez que a recomendação é de um intervalo de 14 dias entre a última vacina tomada e a imunização contra a Covid-19.

Documento técnico do Governo Estadual estabelece como comorbidades para a vacinação neste momento: diabetes mellitus; pneumopatias crônicas graves; hipertensão arterial resistente (HAR); hipertensão arterial estágio 3; hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão alvo ou comorbidade; insuficiência cardíaca; cor-pulmonale e hipertensão pulmonar; cardiopatia hipertensiva; síndromes coronarianas; valvopatia; miocardiopatia e pericardiopatia; doença da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas; arritmias cardíacas; próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados; doenças neurológicas crônicas; doença renal crônica; imunocomprometidos; hemoglobinopatias graves; obesidade mórbida; Síndrome de Down; e cirrose hepática.

No ato da vacinação, é obrigatória a apresentação de um documento atual que comprove a comorbidade ou deficiência permanente, como carta médica, atestado, relatório, laudo, constando CRM e CID.

 


Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?