Americana tem sétima morte por dengue em 2022; aumento de casos desacelera

Publicidade

Americana (SP) confirmou nesta quarta-feira (1°) a sétima morte por dengue em 2022. Por outro lado, o ritmo de novas infecções diminuiu em duas semanas, em comparação com o mesmo período anterior.

Mosquito ‘Aedes aegypti’, vetor do vírus da dengue — Foto: Pexels

A vítima é uma idosa de 65 anos, que faleceu no dia 12 de maio. A confirmação da causa do óbito veio após análise de um exame pelo Instituto Adolfo Lutz, onde foi constatado o sorotipo 1 da dengue na paciente.

Segundo a prefeitura, a mulher era moradora do bairro Vila Bertini e possuía hipertensão arterial, diabetes e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). Ela foi internada em um hospital particular da cidade no dia 4 de maio comfebre, dores musculares, dor de cabeça, vômito e dores articulares. A morte ocorreu oito dias depois.

Além das sete mortes já confirmadas neste ano, a Vigilância Epidemiológica informou que ainda aguarda o resultado de exame de um outro óbito que ainda é considerado suspeito.

A atualização divulgada nesta quarta pela administração municipal também apontou que Americana registrou 3.282 casos de dengue durante o ano até o momento. O total representa um aumento de 24% em relação ao balanço anterior, de 17 de maio, quando eram 2.642 infectados.

Apesar do aumento, o percentual é cerca da metade do índice de 45% observado nos 15 dias anteriores. Na ocasião, as infecções saíram de 1.813 para 2.642.

Marcado como

Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?