Atendimentos a veículos com pane sobem 6% em estradas da região de Campinas

Publicidade

Os atendimentos a veículos com problemas em estradas da região de Campinas (SP) aumentaram 6% neste ano, no comparativo com 2020, segundo dados obtidos, com as concessionárias que administram as rodovias D. Pedro I (SP-065), Zeferino Vaz (SP-332), Anhanguera (SP-330), Bandeirantes (SP-348) e Adhemar de Barros, a Campinas-Mogi Mirim (SP-340).

nn

Desde janeiro foram registrados 147.839 atendimentos a panes nas estradas, ante 139.394 durante o mesmo período do ano anterior. Entre os fatores que explicam a variação, segundo concessionárias, estão alta no fluxo, descuido de motoristas e a crise econômica, que afeta a manutenção de veículos.

nn

Variações

nn

D. Pedro I e Zeferino Vaz (Rota das Bandeiras) – variação de 8,8%

nn

2020: 32.933

n

2021: 35.862

nn

Anhanguera e Bandeirantes (CCR Autoban) – variação de 5,1%

nn

2020: 83.760

n

2021: 88.067

nn

Adhemar de Barros (Renovias) – variação de 5,3%

nn

2020: 22.701

n

2021: 23.910

nn

Os principais problemas registrados pelas empresas são: bateria descarregada, pane elétrica, pane mecânica, pane seca, pneu furado e superaquecimento de motor. Problemas como esses podem causar acidentes, atrapalhar atendimento de outras ocorrências e resultar em multas para condutores.

nn

O que fazer?

nn

A Polícia Rodoviária faz as seguintes orientações:

nn

Em caso de pane na via, o condutor deve parar o veículo no acostamento com sinalizações, usar o triângulo de segurança com distância adequada e, ainda, manter o pisca-alerta ligado;

nn

Fazer revisão do veículo antes de uso para viagens.

Fonte: G1


Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?