Campanha incentiva destinação do Imposto de Renda ao Fundo Municipal do Idoso de Hortolândia

Publicidade

Ampliar a destinação de recursos de empresas e pessoas físicas, por meio do IR (Imposto de Renda), para o Fundo Municipal do Idoso e, assim, garantir mais investimentos em projetos sociais em Hortolândia. Com esse objetivo, o Departamento de Direitos Humanos e Políticas Públicas para as Mulheres, da Prefeitura de Hortolândia, em conjunto com o Conselho Municipal do Idoso, vem realizando no município uma campanha de conscientização para que pessoas físicas e empresas participem neste período de declaração do imposto junto a Receita Federal. Já começou o prazo para entrega da Declaração de IR sendo que o prazo final para destinar 3% do Imposto de Renda de pessoa física e 1% de empresas termina no dia 30 de abril.

A possibilidade de destinar parte do imposto devido para os fundos municipais é antiga, mas a participação, seja de pessoas ou empresas, ainda é pequena. “Com os repasses ao Fundo Municipal dos Direitos do Idoso, o contribuinte, em vez de pagar o IR devido ao governo, destina parte dele para os projetos sociais que atendem o pessoal da maior idade aqui de Hortolândia. Estamos trabalhando e divulgando essa iniciativa porque temos condições de aumentar essa participação das empresas e das pessoas”, comentou a diretora de Direitos Humanos, Marlene Batista.

Para aumentar a adesão e consequentemente a destinação de recursos via Fundo Municipal do Idoso, o Departamento de Direitos Humanos desenvolveu um folder com as informações sobre a destinação de parte do Imposto de Renda devido ao Fundo. “O objetivo da campanha é chamar a atenção da população para a destinação do imposto de renda, que ao invés de ir para os cofres públicos da União, ficará em Hortolândia, ajudando as entidades que têm projetos sociais aprovados pelo Conselho Municipal do Idoso”, afirmou a diretora.

Além dos recursos ficarem no Município, quem destinou o dinheiro para o Fundo Municipal pode conferir pessoalmente como ele foi investido na prestação de contas do Conselho.

O presidente do Conselho Municipal dos Direitos dos Idosos de Hortolândia, José Piveta, lembrou que a destinação de Imposto de Renda devido é uma oportunidade concreta do cidadão investir, da forma que quiser, diretamente na sua comunidade. “E a pessoa ou empresa não paga nada a mais, nem terá o valor da restituição diminuído”, finalizou o presidente do Conselho.

Fonte: Assessoria Comunicação Prefeitura Hortolândia


Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?