Campinas inicia inscrições para programa de emprego que dá bolsa de R$ 540 e curso de capacitação

Publicidade

O programa Bolsa Trabalho, que concede bolsa de R$ 540 para moradores desempregados prestarem serviço em órgãos públicos, abriu 220 vagas em Campinas (SP). Os interessados devem se inscrever pelo site, a partir desta terça-feira (25). Veja, abaixo, como fazer.

O programa do governo estadual dá prioridade a mulheres desempregadas e oferece curso de qualificação junto com o trabalho temporário. Esta é a segunda edição em Campinas. Outro requisito é ter renda familiar de até R$ 550 por pessoa.

Os selecionados cumprirão quatro horas diárias, durante cinco dias por semana, como prestadores de serviço em órgãos municipais. Os vínculos têm duração de cinco meses.

O Centro Público de Apoio ao Trabalhador de Campinas (CPAT) disponibiliza um espaço para aqueles que não têm acesso à internet preencherem o formulário online.

Inscrições

As inscrições devem ser feitas até 7 de fevereiro pelo site do Bolsa Trabalho. Caso o interessado não tenha acesso à internet, pode procurar a Estação Cultura, na Praça Mal Floriano Peixoto, Vila Rialto.

Funcionários do CPAT atenderão os candidatos, até o fim do prazo das inscrições, das 13h às 16h, na Estação Cultura, para poder atender as pessoas com o distanciamento necessário por conta da Covid-19. Os critérios para participar do programa na metrópole são:

Ser morador de Campinas;

Estar desempregado;

Ter mais de 18 anos;

Ter renda familiar de até R$ 550 por pessoa.

Curso

Os alunos devem fazer um dos seis cursos de qualificação disponibilizados pelo programa. As aulas serão oferecidas online pela Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp). Todas as modalidades têm carga horária de 80h. Veja as opções:

Auxiliar de controle de produção e estoque;

Gestão administrativa;

Gestão de pessoas;

Organização de eventos;

Rotinas e serviços administrativos;

Secretariado e recepção.

Seleção

A iniciativa do governo estadual busca gerar renda, qualificação e dar acesso ao mercado de trabalho para a população desempregada, principalmente mulheres.

Os participantes são escolhidos por meio da análise do questionário respondido no momento da inscrição. Para a seleção, são considerados fatores como encargos familiares, tempo de desemprego e idade.

O processo segue três etapas: 1) seleção e divulgação dos contemplados no Diário Oficial do Estado; 2) o recebimento dos termos de adesão no CPAT das pessoas selecionadas pelo Governo do Estado; e por fim, 3) a definição dos locais de trabalho dos bolsistas pela Secretaria de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas.

Em 2021, na primeira edição do Bolsa Trabalho, 220 mulheres fizeram os cursos de qualificação e atuaram em serviços da Prefeitura de Campinas.

Fonte: G1


Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?