Futuro viaduto do Jd. Nova Europa em Hortolândia entra em licitação

Publicidade

Mais um passo para tirar do papel o projeto do viaduto do Jardim Nova Europa – Jardim Bandeirantes foi dado pelo Governo do Estado de São Paulo. Nesta semana, foi publicado o processo licitatório no Diário Oficial do Estado. A concorrência pública tem o custo estimado de R$ 41.926.218,73 e vence a empresa que apresentar o menor valor. A previsão de construção do viaduto é de 20 meses a partir do momento da assinatura do contrato e emissão da ordem de serviço.

A construção do viaduto havia sido confirmada pelo Governo do Estado no dia 16 de setembro do ano passado, durante a inauguração das alças de acesso do Corredor Metropolitano no quilometro 5 da rodovia Jornalista Francisco Aguirre Proença (SP-101). Na ocasião, o prefeito hortolandense, José Nazareno Zezé Gomes, destacou a importância regional do viaduto e relembrou a luta do ex-prefeito Perugini para que a construção se tornasse realidade. “Desde quando o Angelo Perugini foi prefeito pela primeira vez, em 2005, a construção do viaduto do Nova Europa era debatida. Eu mesmo fui testemunha da luta desse homem para que essa obra saísse do papel. Hoje, com a graça de Deus, esse sonho começa a se transformar em realidade. Essa será uma obra que vai potencializar o desenvolvimento de toda a região do Nova Europa, abrindo caminhos para a chegada de novas empresas e favorecendo as indústrias que ali já estão localizadas. Estamos abrindo caminho direto para as rodovias Anhanguera e Dom Pedro I, diminuindo distâncias e favorecendo diretamente a nossa gente”, destacou o prefeito.

Na ocasião do anúncio da obra, o vice-governador, Rodrigo Garcia, comentou que a mobilidade urbana terá um impacto altamente positivo, criando mais uma via de ligação entre cidades e aproximando Hortolândia do eixo Anhanguera-Dom Pedro I. “O Governo do Estado fará investimentos na ordem de R$ 41,9 milhões e vamos fazer porque sabemos que é importante para melhorar a mobilidade da Região Metropolitana de Campinas”, disse Rodrigo Garcia.

O investimento para a construção do futuro viaduto será viabilizado pela Secretaria Estadual de Logística e Transportes, por meio do DER (Departamento de Estradas de Rodagem). A obra fará a interligação entre os municípios de Hortolândia e Sumaré, sobre a linha férrea da concessionária ALL (América Latina Logística). A transposição terá 730 metros e garantirá mais mobilidade e opção de acesso a pedestres e motoristas entre os dois municípios. A apresentação das propostas por parte das empresas interessadas deve ser feita até o dia 10 de março de 2022 na sede do DER – Avenida do Estado, 777, São Paulo. Mais informações pelo portal www.e-negociospublicos.gov.br.

Fonte: Assessoria Comunicação Prefeitura Hortolândia


Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?