Obra do Metrô de São Paulo desaba e interdita parte do trânsito na Marginal Tietê

Publicidade

Um desmoronamento de parte do asfalto causou a interdição da Marginal Tietê na manhã desta terça-feira, 1, na pista local, sentido da rodovia Ayrton Senna. Com isso, toda a via está interditada. O desabamento aconteceu em uma obra da linha 6-Laranja do Metrô de São Paulo. Segundo a Defesa Civil, o rompimento de uma rede coletora de esgoto da Sabesp levou à inundação do túnel escavado. O órgão afirma que o acidente teria ligação com o aumento das chuvas no Estado nos últimos dias. Vídeos compartilhados nas redes sociais mostram a construção sendo invadida pelas águas e levando ao desmoronamento de parte da via local.

Inicialmente, o Corpo de Bombeiros chegou a afirmar que o acidente foi causado por um erro na escavação com um “tatuzão”, equipamento de perfuração usado em obras. As principais hipóteses eram que o maquinário teria atingido o Rio Tietê ou que uma adutora teria sido rompida, causando a inundação do túnel escavado e, com isso, o desmoronamento do asfalto. No entanto, a Defesa Civil afirmou que não houve erro na escavação. “A Sabesp está trabalhando para cessar o fluxo de esgotos e assim que for cessado a empresa já entra com reparo no local. Houve um rompimento pelo excesso de água devido às chuvas dos últimos dias. A perícia poderá confirmar o que aconteceu e a Defesa Civil poderá dar um laudo assim que baixar a água e tivermos acesso a um local exato da ocorrência. Não foi o tatuzão.” A análise preliminar do Departamento de Águas e Energia Elétrica do Estado (DAEE) não aponta danos no leito e nem nas margens do Rio Tietê. As equipes da DAEE foram até um poço de medição e apontaram que nível e a movimentação da água do rio não foram alterados

O capitão do Corpo dos Bombeiros André Elias afirmou que trabalhadores estavam no túnel no momento do acidente. “Chegamos ao local verificamos junto com metrô e tratavam-se de 50 pessoas no momento exato do rompimento. Por sorte, elas conseguiram escapar ilesas. O que sabemos é que a água invadiu por completo o túnel. Os trabalhadores conseguiram escapar por sorte, porque não teriam o mínimo de espaço para permanecer ali dentro, então seria uma tragédia mesmo”, disse o representante da corporação. Duas pessoas que tiveram contato com a água foram socorridas e levadas para hospitais da região por precaução.

“Acredito que agora o Metrô, Prefeitura, a CET, terão que trabalhar em conjunto para fazer o escoamento, ver qual a melhor forma de fazer a vazão da água e a obra possa voltar. Isso não vai ficar pronto em questão de dias”, acrescentou o capitão. Segundo André Elias, uma análise deve ser feita para ver os riscos de desdobramentos para imóveis e prédios da região, assim como para a própria estrutura da Marginal. Ele não descarta risco de desabamento das vias afetadas. “O risco é eminente sim e as faixas precisam ser isoladas. Não tenho informação de quantas faixas serão isoladas e por quanto tempo, o que vai impactar realmente é o tempo, porque essa obra vai demorar”, disse. O porta-voz da Defesa Civil afirmou ainda que, no momento, apenas o local que desmoronou está em risco. “Estamos monitorando e o que pode vir avançar na erosão é o asfalto da pista Marginal. Mas esse avanço está sendo bem lento, estamos monitorando.”

O governador de São Paulo, João Doria, disse nas redes sociais que determinou a apuração das “causas e elaboração de plano da concessionária responsável pela obra, junto à prefeitura da capital, para normalização do tráfego da Marginal rapidamente”. Em nota, a Secretaria de Transportes Metropolitanos informou que “determinou o isolamento de todo o perímetro e enviou uma equipe para acompanhar a apuração da causa da ocorrência”. “Não há informações sobre vítimas. As causas do acidente serão apuradas, assim como a extensão dos danos à obra e às vias locais”, diz comunicado.

A equipe de engenharia do metrô está no local, assim como a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), que confirmou a interdição total das pistas sentido rodovia Ayrton Senna. “Há uma canalização controlada em duas faixas da pista expressa para que os veículos atravessem o ponto da obra com segurança. Agentes de campo da Companhia estão no local orientando os condutores.” A orientação é que os motoristas evitem a Marginal Tietê e as vias da região. A linha 6-Laranja do Metrô fará a ligação entre a Vila Brasilândia, na Zona Norte de São Paulo, até a região central, na estação São Joaquim.

Assista o vídeo:

Fonte: Jovem Pan


Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?