Polícia Federal quer criar DNA do ouro para combater crimes cometidos na comercialização do mineral

Publicidade

A Polícia Federal trabalha na implantação de uma iniciativa que visa combater crimes cometidos na comercialização ilegal de ouro. A ideia é criar o chamado DNA do ouro para formar um banco de dados com amostras oriundas de apreensões e outras colhidas diretamente na fonte. Com essas informações, a PF vai agir na identificação de minerais objetos de crimes. O perito criminal Fábio Salvador explica que o termo DNA é para tornar a ideia mais compreensível, “mas o que se busca é fazer um procedimento semelhante à marca papiloscópica, ou a identificação do ouro por meio de uma assinatura química, geoquímica e isotópica”.

Fonte: News

Marcado como

Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?