Santa Bárbara e Nova Odessa se destacam entre as cidades com mais vagas de trabalho para portadores de deficiências

Publicidade

O Ministério Público do Trabalho (MPT) e o Centro de Estudos Sindicais e Economia do Trabalho (CESIT) da UNICAMP realizaram uma mesa redonda para debater o emprego da pessoa com deficiência (PcD) na Região Metropolitana de Campinas (RMC), com a presença de empresas, representantes de prefeituras, Conselhos Municipais de Direitos das Pessoas com Deficiência, Câmaras Municipais e entidades da sociedade civil, com o objetivo de fomentar a contratação de PcDs e trabalhadores reabilitados nos 20 municípios que compõem a RMC.

Durante o encontro, os representantes do CESIT mostraram o resultado de uma pesquisa realizada com o apoio do MPT, que faz um mapeamento da empregabilidade de PcDs na RMC, incluindo dados relativos ao perfil demográfico deste segmento da população (sexo, escolaridade, tipo de deficiência, etc), evolução dos vínculos formais, vagas disponíveis no mercado de trabalho e o cumprimento da cota de contratação prevista em lei, dentre outras informações. Os números foram organizados pelo Núcleo de Pesquisa sobre Mercado de Trabalho da Pessoa com Deficiência (NTPcD), do CESIT, a partir de dados de fontes oficiais, como RAIS, CAGED e Censo do IBGE, além de estudos acadêmicos.

Entre os municípios da região, Santa Bárbara d´Oeste e Nova Odessa se destacam na proporcionalidade das empresas que oferecem vagas de trabalho para pessoas portadoras de necessidades especiais. Ambas as cidades estão entre as cinco primeiras da RMC com ofertas de oportunidades no mercado de trabalho.  A disponibilização dos dados aos municípios da região é uma forma de desenvolver políticas públicas locais e envolver empresas e poder público na busca de uma solução para o cenário de discriminação e desemprego vivido pelas pessoas com deficiência.

Do total de saldo de empregos de PcDs e reabilitados na RMC, entre admissões e desligamentos, o estudo registrou saldos negativos de emprego, 680 em 2020 e 152 em 2021. No ano de 2020, 18 cidades das 20 da RMC registraram saldo negativo, e em 2021 16 municípios ainda permaneceram com saldo negativo. Apenas as cidades de Itatiba, Holambra, Nova Odessa, Santa Bárbara d´Oeste e Cosmópolis apresentaram saldo positivo de emprego.


Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?