Senadores discutem e votação para liberação de armas é adiada

Publicidade

Após intensa discussão na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado, nesta quarta-feira (9), foi adiada mais uma vez a votação do projeto de lei que altera o Estatuto do Desarmamento, aprovado na Câmara dos Deputados em novembro de 2019, flexibilizando o acesso a armas a caçadores, atiradores e colecionadores (CACs).

A matéria é relatada pelo senador Marcos do Val (Podemos-ES), e a votação foi adiada após pedido de vista da senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA). A senadora alegou que o relator leu um novo parecer acatando diversas emendas, o que promove alterações significativas na matéria, como a a ampliação do porte de arma para diversas categorias, como membros do Congresso Nacional.

A discussão se deu pelo entendimento do senador Lucas Barreto (PSD-AP), que preside a sessão, de que não pode haver outro pedido de vista na matéria. Ele foi apoiado pelo relator e por outros senadores, como Flávio Bolsonaro (PL-RJ).

Para evitar questionamentos, Barreto colocou o acatamento do pedido de vista em votação, e a solicitação teve apoio da maioria do colegiado. Agora, os senadores terão mais um prazo para analisar a matéria, que deve voltar para a pauta de discussão na próxima quarta-feira (16), junto com a reforma tributária.

Mais porte de arma

Na semana passada, a votação foi adiada com o pacto de que seriam incluídas algumas emendas propostas e haveria a formação de uma comissão para dialogar na Câmara dos Deputados, para onde a matéria retorna após aprovação no Senado. A ideia seria acordar com os deputados a manutenção do texto, com as mudanças feitas pelos senadores.

Fonte: R7


Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?