Tempestade de meteoros: saiba onde e como observar fenômeno no Brasil, na madrugada de terça

Publicidade

Chuva de meteoros Eta Aquáridas, que ocorre anualmente em maio. — Foto: Divulgação/Observatório Espacial Heller & Jung

A madrugada desta terça-feira (31) será marcada pelo fenômeno “Tau-Herculídeas”, uma chuva de meteoros que poderá ser observada em diversas regiões do Brasil. Segundo especialistas, a tempestade acontece entre 0h e 2h, no horário de Brasília.

Os Estados Unidos e a América Central serão os locais com maior visibilidade. Lá, a expectativa máxima é de que até 100 mil meteoros sejam vistos.

Segundo especialistas, esta é a primeira vez em quase 200 anos que um fenômeno dessa magnitude poderá ser visto na Terra. A última tempestade desse nível ocorreu em 1833.

Apesar da chuva de meteoros ser visível por todo país e a olho nu, algumas regiões vão ser privilegiadas. O integrante de Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros (Bramon) Marcelo Domingues explica que, desde que o clima colabore e o céu não esteja encoberto, a melhor região para observar o fenômeno será o Norte do país.

“Roraima, Acre e o oeste do Amazonas terão mais visibilidade que o Nordeste e o Sul”, diz Domingues.

No Brasil, a expectativa é que sejam vistos entre 9 mil e 57 mil meteoros. Segundo as previsões da Bramon, o país estará dividido em quatro áreas de visibilidade, cortando o território em diagonais:

Primeira faixa (cerca de 57 mil meteoros): Acre, Roraima e oeste e centro do Amazonas;

Segunda faixa (cerca de 42 mil meteoros): Rondônia, leste do Amazonas, Amapá, oeste do Mato Grosso e grande parte do Pará;

Terceira faixa (cerca de 25 mil meteoros): leste do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Distrito Federal, Tocantins, Maranhão, Piauí, Ceará, oeste da Bahia, Pernambuco, Minas Gerais, São Paulo e Paraná;

Quarta faixa (cerca de 9 mil meteoros): Rio Grande do Norte, Paraíba, Alagoas, Sergipe, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e grande parte de Pernambuco, Bahia, Minas Gerais, São Paulo e Paraná.

Marcelo Domingues diz, no entanto, que a diferença de visibilidade não interfere na beleza do fenômeno.

“Se atingir as expectativas, vai entrar para a história”, diz.

Melhores horários

A chuva de meteoros “Tau-Herculídeas” será dividida em duas “janelas”, segundo Marcelo Domingues. A primeira delas deve ocorrer por volta da 0h11, no horário de Brasília, da terça-feira, e deve durar em torno de 15 minutos.

Já a segunda janela do fenômeno — a mais intensa, segundo o especialista — acontece próximo às 2h05 da madrugada. A duração pode variar entre 20 e 30 minutos.

Marcelo explica que a previsão pode variar, atrasando ou adiantando o fenômeno. Por isso, a recomendação é que a observação comece a partir das 23h da segunda-feira (30) e vá até as 3h da madrugada da terça-feira.

Como observar

O especialista garante que a observação da tempestade é democrática. Não é preciso instrumentos profissionais para contemplar o fenômeno, visível a olho nu.

O ideal é assistir a chuva de meteoros em um local com baixa iluminação, longe das luzes mais fortes da cidade. Também é preciso privilegiar ambientes mais abertos, onde haja uma boa visibilidade do céu.

“No escuro é melhor, e não precisa olhar para um ponto específico do céu. Apesar da chuva estar mais ao norte, em todo céu será possível ver”, diz o especialista.

Fonte: G1


Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?