Um projeto de lei complementar é aprovado na 1ª Reunião Ordinária do ano em Santa Bárbara

Publicidade

Um projeto de lei complementar e 10 moções foram aprovados na 1ª Reunião Ordinária de 2022, realizada nesta terça-feira (18), no plenário Dr. Tancredo Neves. Esta reunião foi presidida, excepcionalmente e de acordo com o artigo 17 do Regimento Interno da Câmara Municipal, pelo 1º secretário, vereador Valmir Alcântara de Oliveira, o Careca do Esporte (Patriota), uma vez que o presidente Joel Cardoso, o Joel do Gás (PV), testou positivo para Covid-19 ontem e o vice-presidente, vereador Antônio Carlos Ribeiro, o Carlão Motorista (Republicanos), aguarda o resultado do mesmo exame. Também tomaram lugar na mesa de honra desta sessão o vereador Carlos Fontes (PSL), como 1º secretário ad hoc, e a vereadora Esther Moraes (PL), como 2ª secretária ad hoc.

A reunião teve início com o uso da Tribuna do Legislativo pela secretária municipal de Saúde, Lucimeire Rocha, que veio à Casa de Leis a convite de 13 vereadores para esclarecer possíveis dúvidas sobre diferentes contratos da pasta com empresas terceirizadas para atendimento nos prontos-socorros municipais, além de falar sobre a atual situação do atendimento na Saúde no Município.

A primeira proposta aprovada, por unanimidade, foi o Projeto de Lei Complementar nº 02/2022, de autoria do prefeito Rafael Piovezan (PV), que dispõe sobre reajuste no valor de R$ 100 no Cartão Auxílio Alimentação do funcionalismo público municipal da Administração Direta e Indireta, passando de R$ 500,13 para R$ 600,13.

Na sequência, foram aprovadas as moções nº 572 a 581/2021 e 02 a 05 e 29/2022.

Adiado – Previsto na Ordem do Dia, o Projeto de Resolução nº 05/2021 teve sua votação adiada a pedido do vereador Júlio César Santos da Silva, o Kifú (PL), que assina a proposta junto ao presidente Joel do Gás. A proposta acrescenta o inciso XV e o parágrafo 15 ao artigo 21 do Regimento Interno da Câmara Municipal, criando a Comissão Permanente de Igualdade Racial e Enfrentamento ao Racismo.

O vereador Felipe Corá (Patriota) se afastou do cargo pelo período de 15 dias para cuidar da saúde por recomendação médica. Ele sofreu um mal súbito na semana passada e precisou ser hospitalizado.

Corá se recupera em casa e disse que após o susto, a princípio  se afastou por 15 dias, mas após nova avaliação médica, se necessário, permanecerá afastado por mais dias.  Caso ele necessite se ausentar por um período mais longo, a Câmara poderá ou não (dependendo do tempo), convocar o suplente do partido Patriota, o sindicalista Cláudio Peressin, que recebeu 927 votos na eleição de 2020.

Fonte: Assessoria Comunicação Câmara Santa Bárbara

 


Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?