Vale do Javari: novas prisões podem acontecer a qualquer momento, diz PF

Publicidade

A Polícia Federal (PF) confirmou, durante coletiva na noite desta quarta-feira, 15, o assassinato do jornalista britânico Dom Phillips e do indigenista Bruno Pereira.  As vítimas desapareceram no domingo, 5, na região do Vale do Javari, no Amazonas. 

De acordo com o superintendente regional da PF, Alexandre Eduardo Fontes, Amarildo da Costa Oliveira, conhecido como Pelado, confessou ter participado do assassinato das vítimas. “Ontem à noite nós conseguimos que o primeiro preso neste caso, conhecido por Pelado, voluntariamente resolveu confessar a prática criminosa. Durante a confissão ele narra com detalhes o crime realizado e aponta o local onde havia enterrado os corpos”.

Ainda de acordo com o depoimento de Amarildo, tanto o indigenista quanto o jornalista foram mortos a tiros, queimados e enterrados. Um segundo suspeito, Oseney da Costa de Oliveira, irmão de Pelado e conhecido como Dos Santos, também já havia sido preso por envolvimento no crime. Na coletiva, as autoridades também afirmaram que novas prisões podem ocorrer a qualquer momento.

Detalhes do crime: o que se sabe até agora 

Bruno e Dom foram abordados e mortos no trajeto de barco até a comunidade de São Rafael. Onde os corpos foram enterrados, na área próxima ao Rio Itaquaí. A embarcação utilizada pelas vítimas também foi localizada afundada com sacos de areia.


Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?