Supermercados São Vicente e Arena Atacado anunciam meta de 50%de participação das mulheres em posições de liderança até 2024

Publicidade

Neste dia 08 de março, em celebração ao Dia Internacional da Mulher, a Rede São Vicente anuncia que pretende ampliar a participação das mulheres em posições de liderança para 50% até 2024.
O movimento para uma cultura inclusiva tem se intensificado nos últimos anos de forma crescente na rede. Especificamente de 2021 para 2022 esse indicador já foi ampliado em 15%, chegando a 39% das lideranças atuais ocupadas por mulheres.

O compromisso também inclui ampliar a participação em áreas ou assuntos pouco usuais para as mulheres no ambiente de trabalho, como Tecnologia, por exemplo. Para isso, a empresa está investindo em treinamentos específicos para o público feminino estimulando a participação que não era tão usual.  “Para que as oportunidades sejam realmente iguais, precisamos criar um ambiente favorável, onde possamos incentivar e apoiar novas escolhas e ambientes diversos”, afirma Luciana Bueno, Gerente de Gente & ESG.

Nesta semana, a empresa capacitou o time de Atração de Talentos para que as estratégias de recrutamento e seleção interno e externo ampliem a visão humanizada do processo, reduzam os vieses inconscientes com pessoas interessadas em integrar nossa rede e possam apoiar gestores a desenvolver equipes diversas, a fim de trazer mais inovação e engajamento.

“Temos várias iniciativas, como nosso Programa de contratação de pessoas com +50 anos, contratação e apoio na inclusão de pessoas com deficiência em nossas unidades e, além dos projetos, temos o forte compromisso de preparar líderes para que o ambiente de trabalho tenha respeito às escolhas individuais de nossos colaboradores para que se sintam seguros e incluídos.” diz Marcos Cavicchiolli, diretor Presidente da Rede.

Fátima Luz Lima, coordenadora de abastecimento.

Fátima Luz Lima é coordenadora de abastecimento na rede e exemplo de liderança feminina.Há dois anos atua em uma área em que costumeiramente é preenchida por homens. Com muito estudo em cursos sobre gestão e paciência conquistou seu espaço. “Conheci muitas pessoas que colaboraram nessa trajetória, estar no cargo de gestão é desafiador, pois todo momento precisamos provar do que somos capazes, muitas vezes não fui considerada para cargos de gestão por ser muito boa na parte técnica, mas com muita paciência e perseverança tinha certeza que meu momento chegaria”, comentou.

Políticas organizacionais que contemplem a diversidade e inclusão são fundamentais para o desenvolvimento da cultura e representatividade dos perfis de consumidores dentro da organização. “Nosso país é diverso em raça, identidade de gênero, entre outros fatores. Uma empresa só consegue entender e engajar os diferentes públicos e suas singularidades se contar com equipes que possam representá-los de forma concisa e coerente”, conclui Cavicchiolli.

Ouça Luciana Bueno, Gerente de Gente & ESG:


Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?