Brasil perde para Senegal e cai nas quartas do Mundial de Futebol de Areia

Publicidade

O Brasil está fora do Mundial de Futebol de Areia de Moscou. Em uma partida dramática, em que chegou a abrir dois gols de vantagem, os brasileiros perderam por 5 a 4 para Senegal (3 a 3 no tempo normal e 2 a 1 na prorrogação), amargando a eliminação nas quartas de final. É a primeira vez que os senegaleses avançam a uma semifinal de Mundial.

Raoul Mendy e Mandione Diagne foram os heróis senegaleses com dois gols cada. Mamour Diagne completou o placar. Pelo Brasil marcaram: Rodrigo (dois), Catarino e Zé Lucas. Esta é a segunda vez seguida que a seleção brasileira cai nas quartas de final do Mundial. Em 2019, o algoz foi a Rússia.

Rodrigo abre o placar

O Brasil começou a partida buscando o ataque, e, com menos de dois minutos, o goleiro Seyni evitou um gol de Mauricinho. O lance foi um prenúncio do que viria a seguir. Após troca de passes rápida do ataque brasileiro, Mauricinho serviu Rodrigo, que abriu o placar num chute certeiro. O Brasil queria mais. Aos quatro, Edson Hulk acertou a trave em cobrança de tiro livre.

Acuado até então, Senegal só foi assustar aos cinco minutos, quando Mandione Diagne encheu o pé para uma difícil defesa de Rafa Padilha. A resposta brasileira veio dois minutos depois. Após bicicleta dada por Catarino, Mauricinho desviou rente à trave. Aos nove, Senegal chegou ao empate. Em chute de longe Seyni, Mamour Diagne deu leve desvio tirando a bola do alcance de Rafa Padilha.

O Brasil não se abateu com o gol sofrido e seguiu buscando o ataque. Aos 10, Catarino driblou Seyni e foi derrubado próximo do gol. Pênalti. Na cobrança, o goleiro senegalês defendeu a bola chutada pelo camisa 4 brasileiro, garantindo o 1 a 1 do primeiro tempo.

Catarino se redime

O jogo seguiu com o mesmo panorama no segundo tempo com o Brasil buscando o ataque e Senegal levando perigo em descidas esporádicas. Com menos de um minuto corrido, Catarino acertou mais uma bola na trave. Aos três, a seleção brasileira levou um grande susto. Após ganhar disputa de bola com Catarino, Mamour Diagne driblou Rafa Padilha e mandou para o gol. Só que o árbitro marcou falta do jogador senegalês, anulando a jogada.

Aos quatro, Datinha cobrou falta de longe, e Seyni desviou para escanteio. Dois minutos depois, Samb recebeu lançamento na frente e bateu rente ao travessão. A três minutos do fim do primeiro tempo, o Brasil voltou a ficar à frente. Após receber lançamento longo, Catarino deixou a bola quicar e encheu o pé para fazer 2 a 1. Embalado, o Brasil marcou o terceiro gol na sequência, quando Catarino fez o passe alto e Zé Lucas emendou de voleio, definindo o placar da etapa.

Senegal empata

O terceiro tempo mal começou, e Mandione Diagne diminuiu para Senegal num desvio de cabeça. Aos dois minutos, Mamour salvou em cima da linha uma bola chutada por Rodrigo. Pouco depois, Lucão ganhou disputa no ataque e bateu forte. A bola tocou no travessão saindo pela linha de fundo. Buscando o quarto gol para ter tranquilidade, o Brasil esteve perto de marcar aos seis, quando Filipe chutou no ângulo, e Seyni foi buscar.

A dois minutos do fim, porém, veio o baque. Em cobrança de falta frontal, Raoul Mendy acertou o canto esquerdo de Rafa Padilha, fazendo 3 a 3. O gol motivou os senegaleses, que foram com tudo em busca da virada. Antes do fim do tempo regulamentar, Raoul Mendy, Mamour Diagne e Sylla desperdiçaram chances incríveis, e a partida foi à prorrogação.

Senegaleses liquidam a fatura

O jogo seguiu dramático no tempo extra, e, com três minutos corridos, Raoul Mendy colocou Senegal na frente. Após o gol, o Brasil se mandou todo ao ataque e acabou castigado num gol de Mandione Diagne. Sem abdicar da partida, a seleção diminuiu logo depois da saída de bola com Rodrigo. Só que já era tarde para buscar o empate, e a classificação ficou mesmo com Senegal.

Senegal: Seyni, Diatta, Sylla, Mendy e Mamour Diagne. Reservas: Ndour, Samb, Fall, Mandione Diagne, Balde, Ba e Thiaw Niang. Técnico: Oumar Sylla.

Brasil: Rafa Padilha, Catarino, Luis Henrique, Rodrigo e Mauricinho. Reservas: Mão, Antonio, Filipe, Lucão, Edson Hulk, Datinha e Zé Lucas. Técnico: Gilberto Costa.

Fonte: GE


Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?