Chile entra com ação na Fifa para assumir lugar do Equador na Copa do Mundo

Publicidade

A federação de futebol do Chile (ANFP) enviou na quarta-feira uma denúncia contra o jogador Byron Castillo e a federação equatoriana de futebol à Comissão de Disciplina da Fifa. O Chile sustenta que houve o uso de certidão de nascimento falsa, falsa declaração de idade e falsa nacionalidade por parte do lateral-direito.

Chile demanda que a seleção do Equador perca os pontos dos oito jogos das eliminatórias sul-americanas que Castillo participou — e que os adversários ganhem os três pontos das partidas. Isso levaria a seleção chilena à Copa do Mundo de 2022, no Catar.

— Entendemos, com base em todas as informações e documentos compilados, que os feitos são demasiado graves e devem ser investigados a fundo pela Fifa. Existem inúmeras provas de que o jogador nasceu na Colômbia, na cidade de Tumaco, no dia 25 de julho de 1995, e não em 10 de novembro de 1998, na cidade equatoriana de General Villamil Plavas — afirmou a ANFP, em nota publicada nesta quinta-feira.

A federação chilena de futebol também afirma que uma comissão investigadora da federação equatoriana concluiu que Castillo era colombiano, depois de observar possíveis irregularidades existentes em registros de jogadores do Equador.

A seleção chilena terminou as Eliminatórias em sétimo lugar, com 19 pontos. O Equador ficou na quarta posição, com 26. Como Castillo não enfrentou Peru nem Colômbia, essas duas seleções, que acabaram em quinto e sexto lugares, não ganhariam pontos.
Fonte: GE
Foto: Getty Images
Marcado como

Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?