Conmebol decide nesta semana se faz Copa América só na Argentina ou se divide com o Chile

Publicidade

A 18 dias do início da Copa América, a Conmebol ainda não decidiu onde o torneio de seleções será disputado. Inicialmente previsto para Argentina e Colômbia, o torneio hoje é motivo de impasse. Depois de excluir o país do norte da América do Sul por causa da tensão social das últimas semanas, a Conmebol lida com dois cenários: jogar apenas na Argentina ou substituir a Colômbia pelo Chile para manter o plano original de duas sedes – o país foi sede da competição em 2015.

Venezuela e Equador, que se ofereceram para receber a Copa América, foram descartados. A Conmebol informou se tratar de “fake news” os rumores de que poderia levar o torneio para os EUA, sede da edição do Centenário, em 2016, anterior à última, no Brasil, em 2019.

O Chile oferece algo que interessa à Conmebol: a possibilidade de público nos estádios, já que o país tem índice de vacinação contra a Covid-19 em 51% da população com segunda dose. Nesta quarta-feira, começou a imunizar pessoas com 27 anos. Segundo o ge apurou, na terça-feira passada houve até movimentação por parte de dirigentes chilenos para garantir que a rede hoteleira do país estaria pronta para receber o torneio.

Como se não bastasse o cenário complexo no continente, a Conmebol ainda precisa lidar com a divisão política no governo argentino. Segundo o jornal “La Nación”, há uma disputa entre funcionários ligados ao presidente Alberto Fernández e outros ligados à vice-presidente Cristina Kirchner.

As divisões se dão a respeito das restrições sanitárias impostas pela pandemia. A ala ligada ao presidente defende que o país organize o torneio. Os “cristinistas” são mais cautelosos.

A decisão deve ser tomada até o final desta semana, prazo considerado apertado pelas seleções. O Brasil, por exemplo, deveria estrear na Copa América em 14 de junho, mas ainda não sabe onde.

Antes disso, pelas eliminatórias, a seleção brasileira enfrenta o Equador, no dia 4 de junho, em Porto Alegre, e o Paraguai, no dia 8, em Assunção. Depois disso, não sabe para onde ir.

O técnico Tite e o auxiliar Cléber Xavier confirmaram o cenário de incertezas em contato com a reportagem do GE no último sábado, durante final do Campeonato Carioca. A seleção tem programação confirmada de apresentação e treinos na Granja Commary e a viagem até Porto Alegre.

A partir daí, surgem as dúvidas sobre a entrada no Paraguai, a quarentena por lá e para onde a seleção irá depois, já que a sede original do Brasil era a Colômbia.

Fonte: Globo Esporte


Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?