Copa América “convoca” 17 jogadores de times brasileiros

Publicidade

A Copa América deixou de ser exclusivamente sul-americana há muito tempo. Agora ela é global, pelo menos no que diz respeito aos clubes que fornecem os atletas para a competição. As 10 seleções são compostas por jogadores que atuam em 28 países diferentes, de três dos cinco continentes do planeta. Só não há representantes da Oceania e da África.

Do Brasil, são 17 convocados, que vêm de oito equipes. Entre eles, o Flamengo foi o time que mais cedeu atletas. Atlético-MG, Palmeiras, São Paulo, Corinthians, Cruzeiro, Grêmio e Internacional também tiveram de abrir mão de alguns de seus talentos temporariamente.

Times brasileiros

O Flamengo tem cinco representantes na Copa América. Dois deles estão na Seleção Brasileira: o atacante Gabigol e o meia Éverton Ribeiro. Os demais estão espalhados por outras seleções. O meia Arrascaeta (Uruguai), o lateral-direito Maurício Isla (Chile) e o volante Piris da Motta (Paraguai).

Depois do Fla, vem o Atlético-MG, com quatro convocados. Todos eles em rivais do Brasil: o atacante Jefferson Savarino (Venezuela), o zagueiro Júnior Alonso (Paraguai), o meia Alan Franco (Equador) e o atacante Eduardo Vargas (Chile).

O Palmeiras é o terceiro colocado na lista. Tem três representantes na Copa América. O lateral-esquerdo uruguaio Matias Viña, o zagueiro paraguaio Gustavo Goméz e o goleiro brasileiro Weverton.

Todas as outras equipes brasileiras têm apenas um jogador convocado: o Cruzeiro tem Marcelo Moreno (Bolívia), o São Paulo tem Arboleda (Equador), o Corinthians tem Otero (Venezuela), o Grêmio tem Pinares (Chile) e o Internacional tem Palácios (Chile).

Sete seleções contam com jogadores que atuam em solo nacional: Brasil, Equador, Venezuela, Chile, Bolívia, Paraguai e Uruguai. Já Argentina, Peru e Colômbia não têm “brasileiros”.

Mundo

Com seus 17 representantes, os times brasileiros não são os maiores fornecedores de jogadores para a competição sul-americana. O Brasil é apenas o sexto colocado nessa lista, empatado com a Argentina.

A origem mais comum dos 271 convocados é a Itália. São 28 jogadores que atuam na Velha Bota. Espanha, com 25, e México, 23, fecham o pódio.

O quarto lugar pertence à Bolívia. Menos internacional das seleções, La Verde tem 21 jogadores que atuação em times bolivianos e apenas sete “estrangeiros” – daí a posição alta no ranking.

Fonte: GE


Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?