Corinthians aguarda as decisões de Paulinho e monitora o futuro de Renato Augusto

Publicidade

Paulinho e Renato Augusto fazem parte de uma lista de desejos do Corinthians para a temporada.

Com ótimo relacionamento com os jogadores, a diretoria já abriu as portas para o retorno, mas trata tudo com muita cautela, evitando que se crie no torcedor corintiano uma expectativa e euforia que, depois, possa se transformar em frustração.

Sem nenhuma contratação para a temporada, o Corinthians vê nestes dois meio-campistas peças capazes de mudar o patamar da equipe de Sylvinho. Num ano de corte de gastos, porém, parece improvável que ocorram dois negócios de forma simultânea. A camisa 8 seria de apenas um deles.

Mas entre expectativa e realidade ainda há uma grande distância (veja como está cada caso abaixo).

Aos 32 anos, Paulinho rescindiu há duas semanas o seu contrato com o Guangzhou Evergrande, da China. E embora tenha consciência de que o Corinthians o quer de volta, ele ainda pretende aguardar mais alguns dias pelo andamento do período de transferências da Europa.

As principais janelas fecham apenas em 31 de agosto e, neste momento, o foco de Paulinho é se recolocar no continente. Há uma expectativa que o mercado aqueça com o fim da Eurocopa.

Caso nenhuma oferta seja compatível com desejos de Paulinho, um retorno ao Timão pode acontecer. Pessoas próximas ao jogador, porém, julgam esse desfecho como improvável neste momento.

Ele não entra em campo desde 12 de novembro e tem mantido a forma no Red Bull Bragantino.

O caso de Renato Augusto, de 33 anos, é mais complexo, mas existem pessoas no clube animadas com uma possibilidade de acerto no futuro.

Diferentemente de Paulinho, Renato Augusto ainda não está livre no mercado. Ele tem mais seis meses de contrato com o Beijing Guoan, que tem preferência na renovação. Como não conseguiu voltar para a China por conta da pandemia, o jogador tem conversado à distância sobre uma possibilidade de rescisão contratual amigável. Ele não recebe salários há cinco meses por conta da ausência.

Mesmo se Renato Augusto ficar livre, porém, o Corinthians ainda terá um fator de dificuldade para conseguir a negociação: o interesse do Flamengo no jogador. Formado na Gávea, Renato sabe que o poderio financeiro do clube carioca é maior, mas pondera a chance de ser protagonista no Corinthians.

Depois de cinco temporadas na China, Renato não parece disposto a explorar novos mercados. Apesar de algumas especulações, não há propostas oficiais de clubes do Oriente Médio. Há vontade no jogador, aliás, em voltar ao Brasil e, neste cenário, Corinthians e Flamengo podem duelar por ele.

Renato Augusto não entra em campo desde o dia 10 de dezembro de 2020. Desde então faz trabalhos físicos com um treinador pessoal no Rio de Janeiro.

Fonte: GE


Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?