De olho em portugueses, Corinthians inicia semana em busca de um novo técnico

Publicidade

O assunto que dominará o noticiário do Corinthians nesta semana será a busca da diretoria por um novo treinador. Embora tenha vencido o Ituano no domingo com o interino Fernando Lázaro, o clube tem pressa para achar um substituto para Sylvinho e, neste momento, busca soluções fora do Brasil.

Antigo “plano A”, Jorge Jesus já é carta fora do baralho. Longe do Benfica desde dezembro, ele recebe R$ 1,8 milhão do clube português mensalmente até junho e só pensa em voltar a trabalhar em maio. Com pressa e ciente do alto preço da operação, o Timão já não considera uma contratação viável.

Com a ajuda do agente Giuliano Bertolucci, o clube faz a ponte com outros nomes portugueses. Vitor Pereira, ex-treinador de clubes como Porto e Fenerbahçe, está desempregado e faz parte dos nomes que o agente costuma oferecer. Ele trabalha com Kia Joorabchian, sócio de Bertolucci.

O nome de Vitor Pereira também foi ligado a Flamengo e Atlético-MG na última janela de transferências. Procurado pelo ge, o técnico repetiu uma resposta que também costuma dar a jornalistas portugueses: disse que não faria “qualquer comentário sobre o tema”.

Depois da vitória contra o Ituano, Duilio Monteiro Alves negou que tenha acerto com alguém:

– Nós não vamos falar sobre esse assunto (contratação do técnico), mas te garanto que não temos negociação com ninguém neste momento – afirmou o presidente, ainda nos vestiários de Itu.

Além de Jorge Jesus, a listinha de possibilidades do Corinthians tem outros nomes já riscados: Mano Menezes, que não trabalhará no Corinthians na gestão de Duilio Monteiro Alves por uma falta de sintonia no trabalho com os dirigentes, e Cuca, atual campeão brasileiro pelo Atlético-MG.

ge apurou que a diretoria não vai “comprar briga” com a torcida para bancar alguém que ela considera excelente treinador, mas que tem no currículo pessoal uma condenação de ordem sexual.

Em 1987, Cuca (ainda como jogador) e três colegas de Grêmio foram acusados de manter relação sexual com uma garota de 13 anos em Berna, na Suíça. Dois anos depois, ele foi condenado a 15 meses de prisão por atentado ao pudor com uso de violência. Cuca se diz inocente.

Também pesa contra o técnico a saída repentina de clubes recentes, como foi no Atlético-MG, no Palmeiras e no Santos, alegando problemas pessoais. No Peixe, em 2018, ele teve atritos com a diretoria, voltou em 2019 e levou o time à final da Libertadores em 2020.

Renato Gaúcho, também livre, não é visto com bons olhos neste momento. Renato “hoje” não interessa ao Corinthians, como disse um dirigente do clube ao ge. A rejeição tem relação com a negativa do treinador a uma oferta feita pelo Timão em 2021.

Antes de Sylvinho, Renato era o plano A do Corinthians. A torcida se engajou nas redes sociais, e a diretoria se mobilizou nos bastidores para apresentar um projeto interessante ao técnico, que havia acabado de sair do Grêmio.

Renato escutou a proposta, agradeceu, mas recusou, frustrando o clube por dentro e por fora, e alegando que precisava descansar após uma jornada intensa em Porto Alegre. Porém, poucos dias depois, acertou sua ida ao Flamengo. Ficou a mágoa.

Para piorar a situação, o trabalho no Rubro-Negro não foi considerado bom. O Corinthians obteve informações da avaliação interna do Flamengo sobre o profissional, que teve problemas no dia a dia com os jogadores, caiu na semifinal da Copa do Brasil para o Athletico, perdeu a final da Libertadores para o Palmeiras e terminou sua passagem pelo clube sem títulos.

Fonte: GE

Foto:  Reuters

Marcado como

Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?