Em nota Tandara se defende do caso de doping

Publicidade

A jogadora de vôlei Tandara Caixeta, oposta da seleção olímpica feminina, se pronunciou sobre seu caso de doping. Em nota, a defesa da atleta disse ser inocente e que o contato com a substância foi acidental.

– Confiamos plenamente que comprovaremos que a substância Ostarina entrou acidentalmente no organismo da atleta e que não foi utilizada para fins de performance esportiva. – afirma o pronunciamento

Tandara testou positivo para ostarina, uma substância anabolizante que aumenta a massa muscular, a força e a performance. A defesa alega que esse não é o primeiro caso de contaminação de atletas envolvendo a substância.

– Recentemente, inúmeros atletas no Brasil foram vítimas de incidentes envolvendo a Ostarina (SARM-S22), a ponto de a ANVISA intervir para proibir a comercialização de tal substância em território nacional.

A atleta chegou a postar a nota em suas redes sociais, mas apagou o post alguns minutos depois.

O resultado do exame veio na noite da última quinta-feira e a jogadora teve que deixar as Olimpíadas de Tóquio. A atleta passou pela testagem no dia 7 de julho, no centro de treinamento em Saquarema, no estado do Rio de Janeiro, antes de embarcar para o Japão. Tandara ainda deve recorrer e fazer uma contraprova.

– Até o momento, sequer foi analisada a contraprova da urina da atleta (amostra B), portanto, salvo melhor juízo, não se afigura razoável qualquer pré-julgamento de uma atleta íntegra, sem quaisquer antecedentes e que há anos contribui para as conquistas do voleibol brasileiro.

Fonte: GE


Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?