Final da Recopa: veja prováveis escalações de Palmeiras e Athletico

Publicidade

A Recopa Sul-Americana terá um campeão inédito nesta quarta-feira. Palmeiras e Athletico se enfrentam às 21h30 (horário de Brasília), no Allianz Parque, valendo o título da competição que coloca frente a frente os atuais campeões da Libertadores e da Copa Sul-Americana.

No duelo de ida, semana passada, em Curitiba, um empate por 2 a 2 não deu vantagem para nenhum lado. Quem vencer em São Paulo nesta quarta-feira garante a conquista. Em caso de novo empate, a partida terá prorrogação. Se a igualdade persistir, a decisão será nas cobranças de pênaltis.

O Palmeiras disputa sua oitava final desde a chegada de Abel Ferreira, em novembro de 2020. Atual bicampeão da Libertadores, o time alviverde, que também venceu a Copa do Brasil de 2020, ficou com o vice na edição passada da Recopa e agora conta com casa cheia na decisão deste ano. O elenco do Verdão ainda terá mais um treinamento, na manhã de quarta-feira, para definir a equipe.
O Athletico chega ao quarto jogo com o time principal na temporada. A equipe ainda não perdeu, com uma vitória (Rio Branco-PR) e dois empates (Coritiba e Palmeiras). Em busca da taça inédita, o Furacão terá mudanças no time.

Palmeiras – técnico: Abel Ferreira

Recuperado de Covid, Gustavo Gómez voltou a treinar com o elenco na segunda-feira e deve ser a principal novidade de Abel Ferreira no confronto desta quarta. No fim de semana, a comissão técnica decidiu preservar os principais jogadores – apenas Zé Rafael foi titular contra a Inter de Limeira. Raphael Veiga e Dudu são as principais apostas do setor ofensivo em mais uma decisão.

Quem está fora: Gabriel Menino (entorse no tornozelo) e Luan (lesão na coxa).

Escalação provável: Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez; Danilo, Zé Rafael e Jailson; Dudu, Raphael Veiga e Rony.

Athletico – técnico: Alberto Valentim

O Athletico terá duas mudanças em relação ao jogo de ida. O lateral-direito Marcinho cometeu pênalti na semana passada, no último lance, e não joga mais pelo clube – uma decisão do presidente Mario Celso Petraglia. Khellven deve ser o titular em sua vaga. Na frente, o atacante Pablo se recuperou de lesão muscular e entra no lugar de Rômulo. Valentim ainda testou uma formação com três zagueiros, com Nico Hernández no lugar de Matheus Fernandes, mas a tendência é manter o sistema.

Escalação provável: Santos; Khellven, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Hugo Moura, Erick, Matheus Fernandes e Léo Cittadini; Terans e Pablo.

Quem está fora: Dani Bolt (Covid-19); Vitor Bueno (suspenso); Matheus Felipe, Kawan, Pedro Rocha, Matheus Babi e Reinaldo (departamento médico).

  • Árbitro: Jesús Valenzuela (Venezuela)
  • Árbitro assistente 1: Jorge Urrego (Venezuela)
  • Árbitro assistente 2: Tulio Moreno (Venezuela)
  • Quarto árbitro: Alexis Herrera (Venezuela)
  • Árbitro de vídeo (VAR): German Delfino (Argentina)

Fonte: GE

Foto: GE

Marcado como

Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?