Mais de 60 mil reforçam união com time, aproximam São Paulo da taça e garantem recorde de público

Publicidade

Rogério Ceni, depois da vitória de 3 a 1 sobre o Palmeiras, disse que sentiu saudade dos tempos de jogador.

Ele se referia ao ambiente no Morumbi no primeiro jogo da final do Campeonato Paulista, nesta quarta-feira. Mais de 60 mil torcedores empurraram o time, naquilo que o treinador definiu como “uma atmosfera linda demais”.

E essa sinergia se reflete nos números. O São Paulo terminará o Campeonato Paulista com os três maiores públicos do torneio e a maior média de torcedores pagantes.

Nesta quarta, o Morumbi recebeu 60.383 torcedores – uma marca que o clube não alcançava desde 2017, quando teve mais de 60 mil pessoas no estádio contra o Corinthians (61.142) e o Bahia (60.485), no Brasileiro.

Antes disso, o São Paulo já tinha os dois maiores públicos, também em clássicos: na semifinal, contra o Corinthians, teve 53.924 pagantes, e contra o Palmeiras, na fase de grupos, 46.378.

Nenhum desses jogos será superado no confronto de domingo, no Allianz Parque, quando o campeão será conhecido. O estádio do Palmeiras terá restrições ao público para a montagem de um palco – um show será realizado no local na próxima terça –, e a expectativa é de que sejam vendidos aproximadamente 30 mil ingressos.

A média de público do São Paulo é de 33.086 pagantes por partida, impulsionada pela fase final do torneio e pelos clássicos.

Na fase de grupos, com exceção dos duelos contra Palmeiras e Corinthians, só o jogo contra o Botafogo recebeu mais de 20 mil pagantes (21.827).

No mata-mata, além da semi e da final, já citados, o São Paulo jogou em casa contra o São Bernardo, nas quartas, com 29.731 pessoas nas arquibancadas.

São números que se refletem também nos cofres tricolores, que no Paulista arrecadou R$ 16 milhões com a venda de ingressos. Só na final contra o Palmeiras, a renda bruta chegou a R$ 5,5 milhões.

Após vencer o jogo de ida por 3 a 1, o São Paulo pode até perder por um gol de diferença no domingo para ficar com o título. O Palmeiras terá que fazer pelo menos três gols a mais do que o São Paulo para ser campeão – se a vantagem for de dois gols, a decisão será nos pênaltis.

Fonte: GE

Foto: Paulo Pinto / saopaulofc.net

Marcado como

Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?