Manchester City x Real Madrid: Guardiola põe à prova bom retrospecto contra antigo rival

Publicidade

A semifinal da Liga dos Campeões começa nesta terça-feira com um encontro entre o gigante da competição e o clube que mais persegue esse título nos últimos anos. Manchester City x Real Madrid opõe a tradição dos espanhóis e o sonho dos ingleses, que possuem um trunfo ao seu lado: o bom retrospecto de Pep Guardiola contra seu antigo rival.

O City está muito longe de ter os 13 troféus da Champions do Real em sua galeria. Conseguiu sua primeira final apenas na temporada passada. Está na semifinal só pela terceira vez, contra 31 presenças do rival desta terça. Mas o técnico Pep Guardiola deixa o time azul confiante.

O ex-técnico do Barcelona vai enfrentar o Real Madrid pela 20ª vez em sua carreira. Nas 19 partidas anteriores, obteve 11 vitórias, quatro empates e quatro derrotas. Pelo City, eliminou o time merengue nas oitavas de final da Liga dos Campeões de 2019/20 com dois triunfos.

O histórico contra Carlo Ancelotti também é favorável: quatro vitórias e duas derrotas em seis jogos. No entanto, as duas derrotas vieram em uma semifinal de Champions, em 2014, pelo Bayern de Munique contra o próprio Real Madrid.

Em busca de sua terceira taça, a primeira pelo City, Guardiola não se deixa levar por sua influência. Ele reforça o respeito à história do rival no torneio, mas reitera que quem decide são os jogadores.

– A história deles fala por si, mas temos o desejo de competir contra eles. É 11 contra 11 e uma bola em movimento. Os jogadores que tomam a decisão. Nós jogamos contra jogadores nesta posição muitas vezes. Além de chegar às finais e vencer. Há outros problemas que temos e eles não. Você pode imaginar um plano, mas é 11 contra 11, a qualidade deles, o quão forte eles são, vai fazer a diferença – avaliou.

As duas equipes chegam a esse estágio da temporada com números parecidos. Após 33 rodadas nas ligas nacionais, o City tem 80 pontos na Premier League e tem o Liverpool na cola. O Real Madrid tem 78 e está a um empate do título espanhol.

Em 2020, Gabriel Jesus marcou nos dois jogos das oitavas de final contra o Real Madrid

Ambos perderam apenas sete vezes em 2021/22 e superaram os 100 gols na temporada. Até por isso, Ancelotti reforça o seu respeito aos Cityzens, mas também evoca a histórica do Real Madrid na Champions.

– A pressão é parecida. Há muita pressão para os dois times. Para o Real não é muito chegar em uma semifinal, queremos chegar à decisão. A história que o Real Madrid tem nesta competição conta muito mais para nós do que para os rivais. Essa história ajuda os jogadores a sentir o peso dessa camisa. Um peso que é positivo, não negativo.

Desfalques dos dois lados

O Manchester City tem problemas nas laterais. João Cancelo está suspenso e não joga. Walker tem dores no tornozelo e é dúvida. O zagueiro Stones, com problema muscular, também tem presença incerta.

No Real Madrid, a maior incógnita é Casemiro. O volante tem problema na coxa e desfalcou o time nas duas últimas partidas pelo Espanhol.

Prováveis escalações:

  • MANCHESTER CITY: Ederson; Walker, Rúben Dias, Laporte e Zinchenko; Rodri, De Bruyne e Bernardo Silva; Mahrez, Foden e Sterling. Técnico: Pep Guardiola
  • REAL MADRIDCourtois; Carvajal, Militão, Alaba e Mendy; Casemiro, Kroos e Modric; Rodrygo, Benzema e Vini Jr. Técnico: Carlo Ancelotti

Fonte: GE

Foto: Dave Thompson/Getty

Marcado como

Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?