Multa e vídeo: São Paulo faz acordo e livra Calleri de gancho por derrubar celular de garoto

Publicidade

São Paulo firmou acordo com a procuradoria do TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) paulista, na última terça-feira, que evitou uma suspensão do atacante Jonathan Calleri por ter derrubado de propósito o telefone celular de um garoto na saída do Allianz Parque, após a final do Campeonato Paulista.

Será feito o pagamento de uma indenização de R$ 30 mil, sendo R$ 20 mil destinados a uma instituição de caridade a ser definida e R$ 10 mil ao TJD. Além disso, serão pagos mais R$ 3 mil – valor estimado de um aparelho de celular novo –, também a uma organização de caridade.

Por fim, Calleri terá que produzir um vídeo de retratação pelo episódio.

O acordo evitou que o argentino fosse a julgamento, previsto para terça. Ele tinha sido enquadrado no artigo 258 do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), por “conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva”, que prevê gancho de até seis partidas – que, nesse caso, seriam cumpridas no próximo Campeonato Paulista.

Após a final do estadual, em que o São Paulo foi derrotado pelo Palmeiras, o jogador se irritou com um garoto, atleta da base do time da casa, que filmava a saída dos jogadores do Allianz Parque. Ele deu um tapa no aparelho celular, que caiu e quebrou.

Calleri pediu desculpas no dia seguinte e voltou a comentar o episódio no último domingo, após o jogo contra o Athletico, no Morumbi.

– Repito pela décima vez: desculpa. Meu estafe entrou em contato com ele, com a família. Eu me ofereci para dar um celular para ele, falaram que estava tudo bem, a presidente do Palmeiras deu. Mas eu queria dar. Acho que é uma discussão que não tem mais o que falar, só pedir desculpas.

Fonte: GE

Foto: Reprodução

Marcado como

Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?