Nadal vai às semis e segue em busca do 14º título em Roland Garros

Publicidade

Não foi fácil, mas até nas adversidades Rafael Nadal consegue mudar o panorama e triunfar em Roland Garros. Nesta quarta-feira (9), o espanhol número #3 do mundo levou um susto, mas se recuperou e dominou a parte final do confronto para bater o argentino #10 Diego Schwartzman por 3 sets a 1, parciais de 6/3, 4/6, 6/4 e 6/0, em 2h45.

Com o resultado, Nadal segue firma na busca pelo 14º troféu do Grand Slam parisiense. Essa é também a 14ª vez que o espanhol chega às semifinais do torneio – todas as vezes em que atingiu essa fase, sagrou-se campeão. E os recordes não param por aí. O pneu aplicado no último set foi o seu 23º em Roland Garros, o que fez colocou o “Touro Miúra” como o tenista com mais parciais vencidas por 6/0 em uma competição nas simples masculinas, ultrapassando Jimmy Connors, que somou 22 no US Open.

O primeiro set foi um pouco do que já se esperava para o confronto, com o argentino firme nas trocas de bola e dificultando a vida de Nadal. Porém, isso só aconteceu na parte inicial. Pressionando o adversário desde os primeiros games, o espanhol foi mais consistente e agressivo. Depois de conquistar uma quebra e abrir 4/2, o dono de 13 títulos do torneio oscilou e viu Schwartzman encostar no placar, mas logo voltou a dominar, obteve novo break e confirmou para fechar em 6/3.

Apesar da derrota na parcial anterior, “El Peque” não desmotivou e começou o segundo set abrindo 3/0. Depois de uma baixa de intensidade e uma sequência ruim, Nadal se recuperou e chegou a empatar, mas Schwartzman manteve a postura e foi recompensado. No 10º game, o espanhol repetiu os erros bobos e foi quebrado novamente pelo argentino, que fechou em 6/4 e deixou tudo igual no duelo.

O jogo seguiu disputado e muito equilibrado no terceiro set, com os dois tenistas confirmando seus saques e games muito parecidos. Foi então que no momento decisivo o “Touro Miúra” elevou o nível e mostrou o motivo de ser o maior nome do saibro francês. Ao conseguir um break no nono game, Nadal passou a liderar o marcador e, sem dar chances de reação ao adversário – venceu 77% dos pontos com o 1º serviço e 100% com o 2º -, devolveu o 6/4.

O quarto e último set foi uma aula de tênis do espanhol. Enquanto Schwartzman demonstrou cansaço por conta da alta intensidade durante o restante da partida, o “Rei do saibro” parecia mais solto do que nunca e dominou do início ao fim. Perdendo apenas cinco pontos ao longo de toda a parcial e cometendo apenas dois erros não forçados, Nadal aproveitou todos os break points que teve e aplicou um pneu (6/0) para decretar o triunfo.

Nas semifinais, Nadal aguarda agora o vencedor do duelo entre o sérvio #1 Novak Djokovic, com quem decidiu o torneio no ano passado, e o italiano #9 Matteo Berrettini, que avançou para as quartas de forma direta após a desistência do suíço Roger Federer.

Fonte: Globo Esporte


Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?