Ouro de Alison e recorde mundial na natação paralímpica marcam semana do Brasil

Publicidade

Passados nove meses das Olimpíadas de Tóquio, o esporte nacional segue conquistando bons resultados. Na última semana, os destaques foram Alison dos Santos, ouro nos 400m com barreiras na Diamond League, enquanto, no esporte paralímpico, Gabriel Bandeira bateu o recorde mundial dos 100m borboleta na classe S14.

ALISON CAMPEÃO

O brasileiro Alison dos Santos, medalhista de bronze nas Olimpíadas de Tóquio, conquistou o título dos 400m com barreira da etapa de Doha da Diamond League. Ele derrotou o americano Rai Benjamin, que foi prata em Tóquio. A marca do brasileiro, 47s24, o coloca em primeiro lugar do ranking mundial da temporada.

RECORDE MUNDIAL

Um dos melhores nadadores da atualidade na natação paralímpica, Gabriel Bandeira foi muito bem no Campeonato Brasileiro da modalidade, disputado em São Paulo. Ele, que é deficiente intelectual e disputa a classe S14, fez o melhor tempo da história dos 100m borboleta, com 58s14. Gabriel, de 22 anos, derrubou uma marca que já durava três anos, já que o recorde anterior pertencia ao britânico Reece Dunn, que nadou o trecho em 54s46 no dia 15 de novembro de 2019.

A brasileira Beatriz Haddad foi vice-campeã do WTA 125 de Paris, na França, disputado no saibro, e subiu para a 49ª posição no ranking mundial em simples, a melhor de sua carreira. O momento é ótimo e, na semana que vem, ela disputa Roland Garros, o segundo Grand Slam do ano. Ela ainda foi campeã do torneio de duplas e está, pela primeira vez na carreira, no top 35 do ranking mundial.

Apesar de ter ficado sem medalha nas Olimpíadas de Tóquio, ano passado, o vôlei de praia segue dominando as competições continentais. Na etapa de Uberlândia (MG) do Circuito Sul-Americano, o país foi campeão no feminino e masculino. A dobradinha do país ficou por conta de André e George, e Ana Patrícia e Duda. Eles venceram, respectivamente, Marco e Estevam Grimalt, e Elize Maia e Thâmela.

No fim de semana, foi disputado o Troféu Adhemar Ferreira da Silva, em São Paulo, Felipe Bardi venceu os 100m rasos com o tempo de 10s07, o melhor de sua carreira na prova mais rápida do atletismo. A próxima competição dele é o Campeonato Ibero-Americano, a partir de sexta-feira, na Espanha. Ele ainda não tem índice para o Campeonato Mundial, em julho, nos 100m rasos (10s05), mas deve compor a seleção nacional no revezamento.

Hussein Daruich, de 14 anos, conquistou a medalha de bronze na etapa da Alemanha da Copa do Mundo Júnior. O brasileiro tinha sido terceiro nas eliminatórias, com 120 em 125 pratos acertados, uma marca excelente mesmo se pensarmos nas competições adultas. Aí, na fase final, ele ficou em terceiro lugar com 19 pontos.

Fonte: GE

Foto: REUTERS/Ibraheem Al Omari

Marcado como

Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?