Paquetá sai em defesa de Neymar após críticas na França: “Com ele ao lado me sinto muito mais forte”

Publicidade

Em ótimo momento no Lyon, Lucas Paquetá é uma das atrações da volta da seleção brasileira ao Maracanã contra o Chile, na quinta-feira, às 20h30 (de Brasília), e também para o duelo diante da Bolívia, na próxima terça, em La Paz.

Em entrevista coletiva nesta terça-feira, Paquetá saiu em defesa de outra estrela brasileira: Neymar, que vem sendo muito criticado na França, principalmente desde a eliminação na Liga dos Campeões para o Real Madrid.

– Você vai sempre escutar da minha boca que o Neymar, acima de tudo, é uma grande pessoa, um grande profissional, que tem um talento incrível e que sem dúvidas é o melhor jogador da seleção brasileira. Ter ele conosco é um privilégio. Particularmente, quando tenho o Neymar do meu lado me sinto muito mais forte, assim como meus companheiros. E ele também sente o mesmo quando está na seleção, a gente se motiva mais, se abraça mais, isso nos torna mais fortes. A cobrança existe, independente de momento. O PSG foi eliminado e a imprensa e os torcedores vão cobrar sobre isso. Ele vem se recuperando de uma lesão, vem cada vez mais forte para nos ajudar na Seleção, tenho certeza que ele vai fazer isso muito bem – comentou Paquetá.

Depois, lembrado de críticas mais pesadas que Neymar recebeu – um jornalista francês chegou a dizer que o camisa 10 da seleção brasileira chegou alcoolizado nos treinos do time francês -, Paquetá foi mais incisivo.

– Isso é até desrespeitoso em se falar, em transmitir informações que não são verdadeiras. Obviamente ele não comentou isso, mas não acredito que seja verdade. Mas as pessoas falam demais, isso acaba nos afetando um pouco de certa forma, é difícil filtrar tudo isso. Vou te dar um exemplo: falaram que era o Homem Aranha na minha casa. Você não pode acreditar no que as pessoas falam e colocar uma certeza em cima de um atleta. Tem muitas coisas em volta do atleta, acredito que o Neymar é um excelente profissional e não tenha feito isso

O jogador também comentou sobre as funções que pode exercer em campo. Contra o Paraguai, ele jogou mais recuado, como segundo homem de meio de campo.

– Minha função de origem é meio-campista, seja pela direita, centro ou esquerda. O professor Tite conhece bastante minhas características, são funções que já exerci no Flamengo, no Milan e agora no Lyon. Eu me sinto à vontade em estar no meio-campo, seja lá em que lado eu vá jogar. Estou à disposição para ajudar meus companheiros e a Seleção – disse o meia do Lyon.

Paquetá ainda falou sobre a importância da força defensiva da equipe de Tite.

– Para ele, a defesa começa com os jogadores da frente. Nossa seleção vem fazendo um excelente trabalho tanto ofensivo como defensivo também, a gente chama de solidez defensiva, né? Começa, sim, pelos atacantes, assim como nosso ataque também começa com nossa defesa. Temos isso claro no nosso estilo de jogo. E a relação com eles é a melhor possível, eu particularmente procuro adquirir o máximo de experiência, não só dentro de campo, mas também no convívio. Eles são muito abertos a nos ensinar e a escutar também, é uma relação muito boa. Acredito que essa junção da experiência e da juventude tem feito bem à nossa seleção

Fonte: GE

Foto: Reprodução

Marcado como

Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?