Presidente da CBF abre portas da seleção para técnico estrangeiro após a Copa do Catar

Publicidade

O presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, abriu o caminho para a seleção brasileira ser treinada por um técnico estrangeiro após a Copa do Mundo do Catar – quando Tite deixará o cargo, seja qual for o resultado do Mundial.

– Nós não temos o compromisso de que tem que ser um brasileiro (o sucessor de Tite). Assim como não temos a obrigação de que precisa ser um estrangeiro. Só vou tratar desse assunto depois que a Copa acabar.

Rodrigues, eleito há menos de um mês para um período de quatro anos à frente da CBF, voltou a negar que tenha procurado Pep Guardiola, como informou o jornal espanhol Marca.

– A gente reconhece no Guardiola um vencedor, alguém que dispensa apresentações. Competente como jogador e como técnico. Mas não houve, por parte da CBF, nem do presidente da CBF, nenhuma autorização para buscar o Guardiola como técnico da seleção brasileira.

Tite afirmou, em entrevista ao programa “Redação Sportv” no dia 25 de fevereiro, que deixaria o cargo após a Copa do Mundo do Catar, no final do ano. No início deste mês, em exclusiva ao ge no Catar, após o sorteio dos grupos da Copa do Mundo, Tite reafirmou que sua decisão é irreversível. E também disse que preferiria um treinador brasileiro.

Fonte: GE

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Marcado como

Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?