Presidente do Santos denuncia funcionário do clube de tentar subornar jogadora do Bragantino

Publicidade

O presidente do Santos, Andrés Rueda, convocou uma entrevista coletiva nesta segunda-feira e acusou um funcionário do clube de tentar subornar uma jogadora do Bragantino em uma partida entre os dois clubes pelo Campeonato Brasileiro Feminino. O dirigente não revelou o nome do acusado, que foi demitido.

– A gente teve um fato lamentável comprovadamente nesse fim de semana que talvez seja a cabeça de um iceberg do que está acontecendo no nosso futebol. Um funcionário do nosso clube, do futebol feminino, utilizando-se de um intermediário do Bragantino, tentou subornar uma jogadora do Bragantino para arranjar um resultado elástico já no primeiro tempo do jogo para efeito de apostas – disse Rueda.

A partida foi neste domingo e terminou empatada por 1 a 1. O Santos é o sexto colocado no campeonato, e o Bragantino está na lanterna, já rebaixado. Segundo Rueda, a jogadora supostamente procurada para receber o suborno acionou o diretor executivo do Bragantino, Thiago Scuro, e relatou o caso.

– A alegação é de que o Bragantino já estava eliminado. A jogadora prontamente recusou a proposta e comunicou seus superiores, que têm uma relação muito forte com o Thiago, apresentando inclusive provas materiais, prints de conversas. Tão logo chegou ao nosso conhecimento, junto com o Thiago, a gente tomou algumas providências. Providências que tomamos de imediato: demissão por justa causa de todos os envolvidos. Oficiamos imediatamente a CBF, colocando as provas, os prints.

– O resultado não era para ser o resultado da partida, era para que acontecessem algumas condições no primeiro tempo.

Envelope

Rueda ainda levantou suspeita sobre a possível participação da arbitragem no esquema. O presidente do Santos relatou uma cena que, segundo ele, precisa ser investigada: um funcionário do clube (Rueda não especificou se é o mesmo acusado) teria entregue um envelope para a quarta árbitra da partida antes de a bola rolar. O dirigente não disse o que haveria dentro do envelope.

– Tem uma passagem inclusive do início do jogo, um negócio no mínimo esquisito, um funcionário dando supostamente um envelope para a quarta árbitra (Adeli Mara Monteiro) na frente da juíza (Marianna Nanni Batalha), que tem de ser investigado. Avisamos a CBF. Abrimos um BO para apuração criminal dos fatos e estamos preparando todo um material para encaminhar para o Ministério Público. Não ficaremos contentes enquanto não apurarmos toda a podridão – afirmou.

– Não tenho condições de avaliar (se tinha arbitragem envolvida). A imagem é pública (do envelope sendo entregue). E a gente passou essa imagem, tudo isso, também para a CBF, para a polícia, para investigarem.

– É um fato que aconteceu no jogo. Eu não quero ser leviano. Aparece o envelope. Tem de ser investigado, porque é uma atitude completamente estranha: antes de o jogo começar, ir lá e entregar um envelope.

Rueda pediu que o episódio provoque mudanças na arbitragem brasileira e questionou se alguns erros são efetivamente erros.

– Neste momento em que praticamente estamos colocando certas suspeitas sobre os árbitros, ninguém entende, talvez as coisas comecem a ficar um pouco mais claras. Tem alguma coisa estranha acontecendo. O que a gente pede? Estamos solicitando a toda a comunidade que quer bem ao nosso futebol, a imprensa, os clubes, a própria CBF, as federações, que se juntem e exijam imediatamente a profissionalização da arbitragem, com investigações de todas as séries do futebol brasileiro, para apurar se eventuais erros que estão acontecendo são erros – afirmou.

Fonte: GE

Foto: Bruno Giufrida

Marcado como

Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?