São Paulo vence Corinthians, abre distância do Z-4 e freia ascensão do rival

Publicidade

São Paulo venceu o Corinthians por 1 a 0 na noite desta segunda-feira, no Morumbi, encerrou uma série de seis empates seguidos, conseguiu se afastar da zona de rebaixamento e ainda freou a ascensão do rival na tabela do Campeonato Brasileiro, no fechamento desta 27ª rodada. Foi a primeira vitória do técnico Rogério Ceni no retorno ao Tricolor, e já podendo começar a pensar em objetivos maiores na competição nacional. O único gol da partida foi marcado por Calleri, no início do primeiro tempo, em um jogo dominado pelo São Paulo na maior parte do tempo – e com apoio de mais de 23 mil torcedores. O Corinthians teve suas principais estrelas em noite apagada e levou pouco perigo ao gol de Tiago Volpi. Assim, a invencibilidade do Tricolor sobre o Timão no Morumbi aumenta para oito jogos, com cinco vitórias e três empates.

A vitória leva o São Paulo à 12ª posição, com 34 pontos, a seis de distância para o Juventude, time que abre a zona de rebaixamento. Já o Corinthians permanece em sexto, com 40, e perde a chance de encostar no G-4.

São Paulo e Corinthians começaram o Majestoso em rotações diferentes – o Tricolor pressionando o rival, conseguindo roubar a bola no campo de ataque e criando chances, e o Timão em ritmo lento, demorando para circular o jogo e encontrar os jogadores de ataque. Dessa maneira, Luciano abriu o placar logo aos dois minutos, em lance anulado por impedimento já em campo – o VAR mostrou que o atacante do São Paulo estava adiantado. Pouco depois, porém, o São Paulo faria o rival pagar caro pelos espaços deixados: aos seis, Reinaldo recebeu na esquerda, teve tempo para cruzar e encontrar Calleri, que se antecipou aos dois zagueiros e tocou na saída de Cássio. Depois do ímpeto inicial do Tricolor, o Corinthians conseguiu ter mais a bola e equilibrar as ações, mas sem velocidade: só levou perigo a Tiago Volpi numa enfiada de Renato Augusto que Giuliano não conseguiu aproveitar. O jogo ainda esquentou no fim após disputa entre Du Queiroz e Liziero – o são-paulino chegou a levar a mão ao rosto do corintiano, e logo depois tomou um empurrão de João Victor. O árbitro Leandro Vuaden administrou a confusão com um cartão amarelo para cada lado.

O São Paulo continuou melhor e reforçou a marcação com a entrada de Gabriel Neves na vaga de Benítez. Confortável, o Tricolor esteve equilibrado e viu o Timão repetir os erros do primeiro tempo: lentidão na saída de bola, buracos no meio-campo e Renato Augusto tentando tudo praticamente sozinho. Sylvinho demorou a mexer na equipe e viu uma melhora ao lançar Gustavo Mosquito e Jô nas vagas de Adson e Cantillo. A partir daí, mais bolas na área, melhora na disputa pelo alto e até algumas chances. A melhor, porém, foi novamente do São Paulo: um chute de Luciano na trave após desvio de Pablo de cabeça. No último lance, Mantuan ainda teve a chance de empatar após falha de Volpi, mas foi travado. A vitória do São Paulo foi o resultado mais justo.

O momento mais quente do clássico ocorreu no fim do primeiro tempo, quando Du Queiroz e Liziero se estranharam. O volante do São Paulo levou a mão ao rosto do corintiano e logo depois foi empurrado pelo zagueiro João Victor. João e Liziero foram advertidos com cartão amarelo pelo árbitro Leandro Vuaden.

Público: 23.874 pagantes.

Renda: R$ 1.076.213,00.

Fonte: GE


Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Faixa Atual

Título

Artista

Abrir conversa
Precisa de ajuda?