Série A de 2021 tem clubes de 11 estados, maior marca desde 1993

Publicidade

A Série A do Campeonato Brasileiro que começa neste sábado conta com clubes de 11 estados, maior marca desde 1993, quando 32 equipes disputaram o torneio por 12 unidades da federação. A quantidade de cidades que recebem a competição neste ano também é expressiva: são 14, registro mais alto em 16 anos.

Em comparação com a última temporada, a atual edição terá dois estados e três cidades a mais na busca pelo título. Desde que foi reduzida a 20 clubes, em 2006, a Série A registra uma média de 11,4 cidades e 8,93 estados participantes por ano.

Em 2000, o título brasileiro foi definido pela Copa João Havelange, com 116 times e sem a separação em divisões, já que times dos quatro diferentes módulos passaram para o mata-mata decisivo. Por isso, o ano não entra neste levantamento.

A maior diversidade desta temporada ocupa o espaço deixado pela presença simultânea de clubes tradicionais das regiões Sul e Sudeste na Série B, como Botafogo, Coritiba, Cruzeiro e Vasco.

O ano de 2021 será apenas o terceiro desde a década de 1990 em que o Sudeste não terá ao menos metade das equipes da Série A. As outras edições foram em 2003 e 2014, quando Botafogo e Palmeiras, no primeiro ano, e Vasco, no segundo, também estiveram na Série B.

Desde 1991, a Série A disponibilizou 660 vagas na soma de suas 30 edições. Elas foram ocupadas por 16 estados.

Os destaques individuais da marca histórica deste ano ficam por conta dos acessos de Cuiabá, Chapecoense e Juventude. A equipe da capital de Mato Grosso colocou o estado de volta na Série A após 36 anos – o último representante havia sido o Operário, em 1985.

A Chape marca o retorno de Santa Catarina, que havia ficado fora da Série A no ano passado pela primeira vez desde 2001. O Juventude, de Caxias do Sul (RS), volta ao torneio após 14 anos.

Há ainda um dado relevante para os clubes do Nordeste: pela primeira vez no período analisado, a região ocupa quatro vagas da Série A por quatro temporadas consecutivas – nos últimos 30 anos, apenas uma vez, em 1993, mais de quatro times nordestinos estiveram na elite brasileira em uma mesma edição. Em 2021, Bahia (com o Bahia), Ceará (Ceará e Fortaleza) e Pernambuco (Sport) são os estados na disputa.

Por outro lado, a região Norte segue como única a nunca ter participado da Série A de pontos corridos com 20 clubes. Nas quatro temporadas anteriores ao último corte no número de times, de 2002 a 2005, o Paysandu foi o último nortista na elite nacional.

  • Cinco estados tiveram representantes em todas as edições: Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul.
  • Outros 11 estados não tiveram nenhuma participação: Acre, Amapá, Rondônia, Roraima, Tocantins, Maranhão, Paraíba, Piauí, Sergipe e Mato Grosso do Sul.
  • Três estados tiveram apenas uma participação: Alagoas, Espírito Santo e Mato Grosso.
  • Sete edições tiveram ao menos um representante de todas as cinco regiões do país.
  • São Paulo lidera com maior número de representantes em todos os anos, mesmo que empatado com o Rio de Janeiro em cinco edições.

Fonte: Globo Esporte


Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?