Transição no gol: Flamengo avalia nomes, mas reforça importância de Diego Alves

Publicidade

Um processo conduzido com cuidado na escolha e na execução.

O Flamengo avalia nomes em busca de goleiro, entende que é preciso contratar alguém com fôlego para ter vida longa na posição, mas é zeloso ao deixar claro que se trata de uma transição e não substituição de Diego Alves. De contrato renovado, o 01 segue com prestígio intacto nos bastidores.

A percepção da diretoria é de que é preciso alguém com experiência suficiente para passagem de bastão de um dos maiores goleiros da história rubro-negra. A situação é similar a que foi bem gerida pelo Palmeiras em 2018, quando Weverton chegou já valorizado após passagem pelo Athletico-PR, ficou no fim da fila para Fernando Prass e Jaílson no início, e acabou assumindo a posição sem traumas com o passar do tempo.

Um dos principais líderes do elenco e segundo goleiro com mais títulos na história do clube ao lado de Raul (ambos têm nove, enquanto Cantareli soma 12), Diego Alves completa 37 anos em junho e tem consciência de que a passagem de bastão em seu último contrato é natural. A condição de titular, no entanto, segue absoluta no início da temporada.

– Aqui no Brasil, às vezes as pessoas aposentam você. Tomou gol, falam: “Olha a idade dele”. Vai bem: “Ele é experiente”. Já me acostumei com isso e sei do que represento, da minha importância.

“A garotada é importante para poder passar o bastão sem nenhum egoísmo, sem dependência. Sei da minha importância dentro e fora de campo e no que eu puder ajudar vou estar à disposição”, disse ao GE antes da final da Libertadores.

Fora dos últimos jogos da temporada por um problema muscular, Diego Alves foi o segundo jogador a ficar mais minutos em campo em 2021 (atrás apenas de Willian Arão: 4.746 x 4.333) e há um consenso de que a alternância na posição será importante até mesmo para o repouso necessário visando melhor rendimento. No momento, o Flamengo se vê com um titular muito experiente e jovens na sequência, como Hugo e Gabriel Batista.

Hugo é o reserva imediato no momento e segue como grande promessa para a meta rubro-negra. As oscilações ao longo dos dois anos como profissional, no entanto, impedem que seja apontado como bola de segurança, o que faz com que a busca no mercado seja cuidadosa por um nome com rodagem suficiente para dividir a responsabilidade.

Em último ano de contrato, Gabriel Batista e César não terão dificuldades impostas pelo clube diante de propostas para negociá-los.

Paulo Sousa chega para comandar a equipe com um novo preparador de goleiros. Paulo Grilo substitui Wagner Miranda e chega respaldado por elogios, principalmente pelo trabalho que levou Costil, do Bordeaux até a seleção da França durante a Liga das Nações.

Com muitos nomes sendo oferecidos e especulados, o Flamengo faz movimentos cuidadosos no mercado. O processo de transição é o plano, não uma emergência.

Fonte: GE

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Marcado como

Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?