Xerife de volta! Atlético-MG anuncia retorno de Junior Alonso por empréstimo até o fim de 2022

Publicidade

Pouco mais de dois meses após a despedida, Junior Alonso está de volta ao Atlético-MG. O clube anunciou nesta segunda-feira o retorno do defensor recentemente negociado ao Krasnodar numa das vendas mais caras de sua história, mas que acabou tendo o contrato suspenso no novo time devido à guerra entre Rússia e Ucrânia, declarada há mais de duas semanas.

Capitão na temporada mais vitoriosa da história do Atlético, com os títulos do Brasileiro e Copa do Brasil, Alonso retorna por um prazo temporário, até o fim de dezembro. Mesmo tendo recebido aumento considerável de salário ao fechar com o Krasnodar, o defensor aceitou receber no Galo a mesma quantia que levantava em 2021.

Vendido por 8,5 milhões de dólares (cerca de R$ 46,7 milhões), Alonso nem chegou a estrear em partidas oficiais pelo Krasnodar. O zagueiro vinha participando apenas de amistosos de preparação para a retomada do Campeonato Russo. O conflito militar, porém, acabou suspendendo o futebol no país, e culminou na suspensão do contrato de Alonso e outros sete estrangeiros do time.

Com contrato suspenso, Alonso foi autorizado pelo clube russo a buscar um novo clube para manter-se em atividade, enquanto o conflito entre Rússia e Ucrânia não chega ao fim. A Fifa, diante da situação, ordenou que os contratos de jogadores estrangeiros nos dois países fossem suspensos até o fim da temporada europeia (30 de junho), se não houvesse uma negociação pacífica de liberação dos clubes.

Seria permitido que tais atletas atingidos pela guerra pudessem assinar contrato com outras equipes, como free agents (livres), até o dia 7 de abril, mesmo em mercados de janelas fechadas.

Desde que teve o contrato suspenso, Alonso estava no Paraguai, onde vinha fazendo treinos para manter a forma física, mas sempre manifestou o desejo de retornar ao Galo – que também abriu as portas do clube para o defensor.

Junior Alonso foi contratado pelo Atlético em julho de 2020, após pedido do então treinador, Jorge Sampaoli. O defensor, que pertencia ao Lille, mas estava emprestado ao Boca Juniors, teve 100% dos direitos adquiridos por 3 milhões de euros (R$ 18 milhões, na cotação da época). No Galo, Alonso sempre foi titular e um dos pilares da defesa. Disputou 89 jogos, e marcou dois gols.

Fonte: GE

Foto: Pedro Souza/Atlético-MG

Marcado como

Opnião dos Leitores

Você não está autenticado, clique aqui. para acessar o sistema!.


Notícia FM

Ligou, virou Notícia!

Faixa Atual

Título

Artista

Ligou, virou Notícia!

Precisa de ajuda?